0

Kid Bengala, Dr. Rey e outros famosos fracassam nas urnas

6 out 2014
15h58
atualizado às 16h16
  • separator
  • 0
  • comentários

O humorista Tiririca, o cantor Sérgio Reis e os ex-jogadores Romário e Jardel garantiram seus cargos políticos nas eleições deste ano. Eles, no entanto, fazem parte de um pequeno grupo de famosos que conseguiu alavancar na carreira pública.

Foto: TSE / Divulgação

Entre os candidatos conhecidos que concorreram neste ano - mas que não conquistaram votos suficientes - estão o cirurgião plástico Dr. Rey, os atores Kid Bengala, Ricardo Macchi (o Cigano Igor) e Marcos Oliver, os cantores Frank Aguiar, Sula Miranda, Leci Brandão e Netinho, e o ex-pugilista Popó.

A lista não para por aí. Confira abaixo famosos que não conseguiram se eleger.

 

Dr. Rey (PSC-SP)

Foto: TSE / Divulgação

TSE/Divulgação

Candidato a deputado federal em São Paulo, o cirurgião plástico e apresentador recebeu 21.371 votos e não conseguiu uma vaga. Para se candidatar, ele precisou provar ao TRE-SP que sabia ler e escrever em português.

 

Léo Aquilla (PSL-SP)

Foto: TSE / Divulgação

TSE/Divulgação

A repórter e ex-participante do reality show A Fazenda, da TV Record, se candidatou ao cargo de deputada federal em São Paulo e recebeu 29.695 votos. Em entrevista recente ao Terra, ela falou sobre o preconceito que sofre na política por ser homossexual.

 

Kid Bengala (PTB-SP)

Foto: TSE / Divulgação

TSE/Divulgação

Candidato a deputado estadual em São Paulo, o ex-ator pornô recebeu 1.106 votos e não conseguiu se eleger.

 

Myrian Rios (PSD-RJ)

Foto: TSE / Divulgação

TSE/Divulgação

Com 16.472 votos, a atriz não conseguiu se reeleger deputada estadual no Rio de Janeiro. Em seu mais recente mandato, ela causou polêmica ao discursar contra os homossexuais. em 2011, quando se declarou contra a PEC 23/2007.

Em seu discurso, Myrian chegou a relacionar os gays com a pedofilia. “Com essa PEC, eu vou ter que manter a babá (ocasionalmente homossexual) na minha casa, cuidando das minhas meninas, e sabe Deus, se ela inclusive não vai cometer a pedofilia com elas. E eu não vou poder fazer nada. Eu não vou poder demiti-la”.

 

Netinho de Paula (PCdoB - SP)

Foto: TSE / Divulgação

TSE/Divulgação

O pagodeiro ficou conhecido não só por sua música, mas também por ter agredido sua ex-mulher. Ainda assim, Netinho conseguiu uma votação expressiva em São Paulo - 82.105 votos -, onde concorreu ao cargo de deputado federal.

 

Stepan Nercessian (PPS-RJ)

Foto: TSE / Divulgação

TSE/Divulgação

Com 24.330 votos, o ator não conseguiu se reeleger deputado federal no Rio de Janeiro. Em 2012, Stepan foi investigado por sua ligação com o empresário Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira. O STF, no entanto, mandou arquivar o inquérito, por não encontrar indícios suficientes para continuar a investigação.

 

Leandro KLB (PSD-SP)

Foto: TSE / Divulgação

TSE/Divulgação

Conhecido por fazer parte do trio KLB, o cantor recebeu 11.279 votos e não conseguiu se eleger deputado estadual em São Paulo.

 

Ricardo Macchi (PTB-RS)

Foto: TSE / Divulgação

TSE/Divulgação

Eterno Cigano Igor, o ator se candidatou a deputado federal no Rio Grande do Sul e recebeu 2.652 votos, que não foram suficientes para o cargo.

 

Mulher Pera (PT do B-SP)

Foto: TSE / Divulgação

TSE/Divulgação

A funkeira se candidatou ao cargo de deputada federal em São Paulo, mas recebeu apenas 1272 votos.

 

Elymar Santos (PR-RJ)

Foto: TSE / Divulgação

TSE/Divulgação

Candidato a deputado estadual no Rio de Janeiro, o cantor teve 8.811 votos e não conseguiu se eleger para o cargo.

 

Sula Miranda (PRB-SP)

Foto: TSE / Divulgação

TSE/Divulgação

Candidata a deputada federal em São Paulo, a cantora recebeu 3.795 votos e não conseguiu uma vaga na disputa.

 

Frank Aguiar (PMDB-SP)

Foto: TSE / Divulgação

TSE/Divulgação

O cantor se candidatou ao cargo de deputado federal em São Paulo, mas os 26.013 votos que recebeu não foram o suficiente.

 

Castrinho (PRB-RJ)

Foto: TSE / Divulgação

TSE/Divulgação

Candidato a deputado estadual no Rio de Janeiro, o humorista teve 1.813 votos e não conseguiu se eleger.

 

José Rico (PMDB-GO)

Foto: TSE / Divulgação

TSE/Divulgação

Candidato a deputado federal em Goiás, o cantor sertanejo - da dupla com Milionário – recebeu 26.086 votos e ficou de fora na disputa.

 

Marcelinho Carioca (PT-SP)

Foto: TSE / Divulgação

TSE/Divulgação

O ex-jogador de futebol Marcelinho Carioca teve 43.694 votos, mas não conseguiu uma vaga como deputado estadual em São Paulo.

 

Marcos Oliver (PSDB-SP)

Foto: TSE / Divulgação

TSE/Divulgação

Conhecido por protagonizar o quadro Teste de Fidelidade, o ator Marcos Oliver recebeu apenas 1.517 votos e não conseguiu conquistar o cargo de deputado federal em São Paulo.

 

Waguinho (PDT-RJ)

Foto: TSE / Divulgação

TSE/Divulgação

Candidato a deputado federal no Rio de Janeiro, o pagodeiro obteve 22.778 votos e não se elegeu.

 

Aguinaldo Timótheo (PR-RJ)

Foto: TSE / Divulgação

TSE/Divulgação

O cantor se candidatou a deputado federal no Rio de Janeiro, mas os 18.839 votos não foram suficientes.

 

Popó (PRB-BA)

Foto: TSE / Divulgação

TSE/Divulgação

O ex-pugilista recebeu 23.017 e não conseguiu uma vaga como deputado federal na Bahia.

 

Jorge Kajuru (PRP-GO)

Foto: TSE / Divulgação

TSE/Divulgação

O apresentador por pouco não conseguiu se eleger deputado federal em Goiás. Ele obteve 106.291 votos no Estado.

 

Marquito (PTB-SP)

Foto: TSE / Divulgação

TSE/Divulgação

O humorista disputou uma vaga como deputado estadual em São Paulo e recebeu 15.703 votos, que não foram suficientes.

 

Veja o cenário eleitoral nos estados Veja o cenário eleitoral nos estados

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade