publicidade
17 de fevereiro de 2009 • 12h07

Quem inventou os números dos sapatos?

É provável que, caso você levante o pé agora, encontre na sola do sapato três números diferentes. Mas por que isso acontece?
Foto: Getty Images
 

É provável que, caso você levante o pé agora, encontre na sola do sapato três números diferentes: um para o quanto você calça no Brasil, um outro para a Europa e um terceiro para os Estados Unidos. Mas por que isso acontece?.

» Qual é a origem do cifrão?
» Como surgiu o cigarro?
» Veja outras curiosidades de História

Primeiro, é bom saber que foram os europeus, mais precisamente os ingleses, que puseram ordem na bagunça, ou seja, que numeraram os sapatos, já que não existia um padrão. Segundo a professora Ida Helena Thön, do Museu Nacional do Calçado, que fica no Rio Grande do Sul, a numeração dos sapatos é de 1688 e consta em um manual publicado na Inglaterra, The Academy of Armony and Blazon, no qual um sujeito chamado Randle Holme fala em um acordo entre os sapateiros para usar como medida um quarto de polegada, ou 0,653 cm, como base.

Este valor logo foi abandonado pelos próprios ingleses. No século XVIII, foi instituída uma nova medida como padrão, um terço de polegada, o que equivalia a um grão de cevada. "Para as fábricas de calçados, na Revolução Industrial, o americano Edwin B. Simpson transformou este tamanho em uma unidade métrica e chamou esta medida de 'ponto', o que permitia também o 'meio ponto'. Esta medida, com pequenas variações, se mantém até hoje como padrão naquele país", explica Ida.

Tendo sempre o "ponto" como referência, há vários sistemas, como o "ponto francês - dois terços de centímetro -, usado no Brasil e na maioria dos países europeus. Já o Japão usa um padrão mais simples: cada ponto é igual a um centímetro.

Esta pergunta foi enviada pelo internauta José Bortolani. Clique aqui e envie já a sua.

Redação Terra