Enem

publicidade
21 de outubro de 2011 • 11h38 • atualizado às 12h39

Aprovada em Medicina aos 16 anos, aluna dá dicas para o Enem

 

Garantir vaga em Medicina em uma universidade federal é o sonho de muitos estudantes que se tornou realidade para Isabel Tolentino. Com apenas 16 anos, ela prestou a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2010 e conseguiu a aprovação na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). A jovem, que ainda cursava o segundo ano do Ensino Médio quando fez a prova e conseguiu efetuar a matrícula na universidade graças a uma decisão judicial, afirma que o segredo para o sucesso foi estudar muito desde o primeiro ano.

Fique por dentro das questões do Enem
Teste-se: faça o Simulado do Enem
Vestibular ou Enem: veja como será a seleção nas universidades
Acompanhe no Terra a correção online das provas
Da prova que vazou ao endereço errado, veja as falhas do Exame
Enem 2010: veja onde estão as 50 melhores e as 50 piores escolas

"Eu estudava bastante, no primeiro ano já fazia cursinho preparatório. No segundo ano passei a estudar no colégio durante o dia e à noite no cursinho", afirma a adolescente, que vai completar 17 anos no próximo mês. Quando estava em casa, Isabel ainda aproveitava para revisar as questões dos anos anteriores. "O Enem é bem diferente do vestibular. O que eu fiz foi imprimir as provas dos outros anos e fazer as questões", diz a estudante, que mora com os pais em Campo Grande (MS).

Apesar da rotina de estudos, Isabel não acreditava que conseguiria a aprovação na universidade com a nota do Enem. "Eu fiz a prova naquele ano mais para treinar", afirma. No entanto, após a "surpresa" da aprovação da UFMS, que utiliza a nota do Enem em substituição ao vestibular, ela precisou enfrentar uma batalha jurídica para conseguir cursar Medicina.

Já que a universidade exigia o certificado de conclusão do Ensino Médio para efetuar a matrícula, a família de Isabel entrou com um processo para que a nota do Enem fosse considerada para garantir o certificado - atualmente, apenas os candidatos que possuem 18 anos podem utilizar o Enem como forma de garantir a conclusão do Ensino Médio. O advogado da família conseguiu uma liminar para que a matrícula fosse efetuada e, com a decisão final do Tribunal de Justiça Estado, ela pode frequentar as aulas.

A "caçula" da turma do segundo semestre de Medicina não se intimida com os colegas "bem mais velhos". "Claro que foi difícil a mudança da escola para a faculdade. Eu tinha meus amigos há anos, todos me conheciam, os professores me ajudavam. Na faculdade é bem diferente, as turmas são bem maiores, mas todos me receberam bem e eu estou gostando. Não acho que um ano a mais no colégio fez falta para mim", afirma.

A nova rotina da estudante inclui aulas o dia inteiro e muito estudo, pois o objetivo deixou de ser passar no vestibular, mas ir bem na faculdade.

'Antes da prova é preciso relaxar'
Faltando apenas um dia para o Enem 2011, a estudante aconselha os candidatos a relaxar. "Tem muita gente que chega na prova com livro na mão, mas não é nessa hora que se vai aprender alguma coisa. No dia do exame eu tentei ficar relaxada", afirma Isabel ao dar outro conselho: chegar cedo ao local do teste. "Eu ia muito cedo porque sempre fico nervosa com o trânsito, isso acaba deixando a pessoa mais preocupada e prejudica na prova", diz.

Isabel afirma que no segundo dia de provas, no domingo, a redação é o mais importante. "Como vale mais pontos, acho que é importante começar por ela. Eu fui direto para a redação, organizei os argumentos e só depois fiz a prova. Se você deixa para o final, está muito cansado e não consegue fazer um bom texto". Ela ainda diz que é importante começar pelos conteúdos que sabe mais e não "empacar" nas questões mais difíceis. "Se eu não conseguia resolver, partia para outra pergunta porque o tempo é muito curto", conclui a estudante.

Recorde de inscritos
Mais de 5 milhões de candidatos deverão comparecer neste fim de semana às 150 mil salas de prova para participar da maior edição do Enem desde a sua criação, em 1998. As provas terão início às 13h (horário de Brasília). No sábado, os candidatos responderão a questões de Ciências Humanas e da Natureza. Já no domingo, de Matemática e Língua Portuguesa, além da redação.

A partir do resultado da prova do Enem, os alunos se inscrevem no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e podem pleitear vagas em instituições públicas de todo o País. A participação no Enem também é pré-requisito para os estudantes interessados em uma bolsa do Programa Universidade para Todos (ProUni). Os benefícios são distribuídos a partir do desempenho do candidato no exame e podem ser integrais ou parciais, dependendo da renda da família. Para participar do programa é preciso ter cursado todo o Ensino Médio na rede pública.

Em 2012 a prova terá duas edições, uma no primeiro semestre e outra no segundo. A primeira edição do ano que vem já está confirmada para os dias 28 e 29 de abril. A data da segunda edição ainda não foi definida em função das eleições municipais, que ocorrerão em outubro, mês de aplicação do Enem 2011.

Correção online
O Terra, com os professores do Sistema COC de Ensino, fará a correção online das provas do Enem, que serão aplicadas em 1.599 municípios brasileiros. A correção poderá ser acompanhada questão por questão pela internet.

Terra