2 eventos ao vivo

SP: beagles de instituto encontrados na rua estão com deputado

Ricardo Trípoli (PSDB-SP) tornou-se fiel depositário dos animais no sábado

21 out 2013
15h14
atualizado às 15h18
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Deputado se tornou responsável pelas cadelas até decisão da Justiça
Deputado se tornou responsável pelas cadelas até decisão da Justiça
Foto: Facebook / Reprodução

As duas cadelas da raça Beagle que foram retiradas do Instituto Royal na sexta-feira e localizadas perdidas nas ruas de São Roque (SP), no último sábado, estão agora sob a responsabilidade do deputado federal Ricardo Trípoli (PSDB-SP). A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do parlamentar. 

De acordo com a assessoria do deputado, Trípoli tornou-se o fiel depositário dos animais após fazer um acordo com a Polícia Civil de São Roque, para onde as cadelas foram levadas depois de serem resgatadas pela Polícia Militar

Após o acordo com a polícia, o deputado tornou-se responsável pelas cadelas até que uma decisão da Justiça determine o destino dos animais. 

Segundo sua assessoria, Trípoli acompanhava um advogado atingido por disparos de bala de borracha durante o protesto do último sábado quando as cadelas chegaram à delegacia, trazidas pela PM. 

O parlamentar então solicitou ao delegado o direito de ficar com os animais. Após a permissão da polícia, Trípoli assinou o termo para o depósito das cadelas e as levou para São Paulo. 

Segundo a assessoria do parlamentar, elas foram levadas a um veterinário. Uma delas será tratada de um câncer na mama.

A advogada do deputado, Viviane Cabral, afirmou que, mesmo que o Instituto Royal consiga comprovar que os animais foram retirados da empresa, o parlamentar brigará na Justiça pelo direito de permanecer com as cadelas.

"Não apoiamos nenhum ato criminoso, mas não podemos aceitar que eles (os animais) sejam usados para pesquisas. (...) A briga jurídica vai ser grande (caso o instituto os reivindique judicialmente)."

O Terra tentou, mas não conseguiu contato com o Instituto Royal.

Ativistas resgatam animais de instituto 
Ativistas invadiram, por volta das 2h de sexta-feira, a sede do Instituto Royal, em São Roque, no interior de São Paulo, para o resgate de cães da raça beagle que seriam usados em pesquisas científicas. Mais tarde, coelhos também foram retirados do local.

Cerca de 150 pessoas participaram da invasão. De acordo com relatos de manifestantes, ao menos 200 cães foram retirados do instituto.

Ao longo do dia houve protestos na frente do portão do instituto, que utilizaria beagles em testes de produtos cosméticos e farmacêuticos por serem de médio porte, dóceis e considerados de raça pura, teoricamente com menos variações genéticas, o que torna os resultados dos testes mais exatos.

No local, foram vistos animais mutilados e cadáveres congelados. Não há confirmação oficial sobre prisão de ativistas.

Veja também:

Assis Chateaubriand: criança de 11 anos morre após cair em buraco e se afogar
Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade