Sopa de letrinhas da política brasileira - Terra

Sopa de letrinhas da
política brasileira

Um ano antes das eleições de 2014, dois novos partidos obtiveram registro aceito no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para poder concorrer ao pleito. O Solidariedade, comandado pelo deputado federal Paulinho da Força (ex-PDT), e o Partido Republicano da Ordem Social (Pros) foram aprovados a menos de um mês do encerramento do prazo.

O Rede Sustentabilidade, fundado pela ex-senadora Marina Silva, teve o registro barrado pela Justiça eleitoral às vésperas do fim do prazo para concorrer em 2014. Assim como o Rede, a Aliança Nacional Renovadora (Arena) e o Partido Pirata do Brasil (PPB) correram contra o tempo para concorrer, mas não conseguiram cumprir os trâmites necessários, como a apresentação das assinaturas para criação de uma nova legenda e publicação de estatuto. Segundo a legislação, um partido só pode disputar a eleição se apresentar, na data do pleito, candidatos filiados há mais de um ano.

Conheça a seguir as siglas em formação, relembre as organizações políticas que já existem no País e aprenda a formar um partido: