PUBLICIDADE

Dilma e Lula lamentam morte de filho de Geraldo Alckmin

Thomaz estava no helicóptero que caiu nesta quinta-feira em Carapicuíba

2 abr 2015 23h27
| atualizado em 3/4/2015 às 11h05
ver comentários
Publicidade
Thomaz deixou duas filhas, uma de dez anos e outra recém-nascida
Thomaz deixou duas filhas, uma de dez anos e outra recém-nascida
Foto: Twitter

A presidente Dilma Rousseff lamentou a morte do filho mais novo do governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) em um acidente aéreo na noite desta quinta-feira.

"Com muito pesar e tristeza, apresento ao governador Geraldo Alckmin e a sua esposa Senhora Maria Lúcia Alckmin meus sinceros e profundos pêsames pela morte de seu filho Thomaz Alckmin, que estava entre as vítimas do trágico acidente de helicóptero, ocorrido em São Paulo. Presto, neste momento de dor e consternação, minha solidariedade e sentidos pêsames aos pais, familiares e amigos das vítimas."

Ex-presidente Lula
O ex-presidente Lula ofereceu condolências ao governador de São Paulo e a toda a sua família, assim como aos parentes e amigos do piloto Carlos Haroldo Esquerdo Gonçalves e dos outros tripulantes do helicóptero.

"Diante de uma tragédia onde não há palavras que possam confortar pais, esposas e filhos, estendemos nosso abraço e nossa fé que os entes queridos permanecerão para sempre conosco na paz de Deus e em nossos corações", disse o petista por meio de nota.

Presidente do PT, Rui Falcão
O presidente do PT também prestou solidariedade ao governador paulista pela tragédia ocorrida em Carapiuíba. "Tristeza profunda", escreveu Rui Falcão em seu perfil no Twitter.  "Meus sentimentos ao governador Geraldo Alckmin, à dona Lu e à família pela perda do filho Thomaz Alckmin", completou.

O líder do Partido dos Trabalhadores foi solidário ainda com os familiares das outras quatro pessoas que morreram na queda do helicóptero pilotado pelo amigo de Thomaz. "(...) manifesto também solidariedade às famílias das demais vítimas desta terrível tragédia."

As investigações serão conduzidas pela Polícia Civil. 

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade