3 eventos ao vivo

Embaixador russo é morto a tiros na Turquia

19 dez 2016
15h36
atualizado às 17h45
  • separator
  • comentários

Um homem abriu fogo contra o embaixador russo em Ancara, Andrei Kharlov, nesta segunda-feira (19), informou o site "Hurriyet". A ação ocorreu na abertura de uma exposição de arte no Contemporary Arts Center, no centro da capital da Turquia. Kharlov foi levado gravemente ferido para um hospital, mas acabou morrendo, segundo informações no Ministério das Relações Exteriores da Rússia. 

Foto: Reuters

O embaixador fez um discurso na abertura do evento e o ataque ocorreu logo após sua fala, em uma sala que tinha acesso restrito de público. De acordo com fontes ouvidas pelo "Hurriyet", a ação foi feita por terroristas islâmicos.

Foto: EFE

A polícia de Ancara matou o atirador que efetuou uma série de disparos contra o embaixador russo Andrei Kharlov em um centro de exposições de arte. De acordo com os portais do país, o tiroteio entre o atirador e os policiais durou mais de 25 minutos.

O atirador entrou no local vestido de terno e gravata, com uma documentação de policial, e gritava palavras contra a intervenção da Rússia na Síria. "Não esqueçam de Aleppo, não esqueçam da Síria", disse o jovem que aparenta ter cerca de 30 anos. Ao final, ele grita a frase "Allah Akbar" (Deus é Grande), usada comumente por terroristas do Estado Islâmico (EI, ex-Isis) antes de realizar grandes atentados. As primeiras informações apontam que Kharlov estava no local por se tratar de uma mostra fotográfica sobre a "visão" dos turcos sobre diversas cidades russas.

Polícia turca faz a segurança próximo do local onde o embaixador russo Andrei Kharlov foi assassinado a tiros em Ancara, na Turquia
Polícia turca faz a segurança próximo do local onde o embaixador russo Andrei Kharlov foi assassinado a tiros em Ancara, na Turquia
Foto: Reuters

 

Fonte: ANSA

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade