PUBLICIDADE

Nave espacial da Virgin explode durante voo teste; 1 morre

Dois pilotos de teste estavam a bordo; um morreu e outro foi resgatado e encaminhado a um hospital

31 out 2014
16h57 atualizado às 17h50
0comentários
16h57 atualizado às 17h50
Publicidade
<p>Pedaços da nave caíram no solo americano</p>
Pedaços da nave caíram no solo americano
Foto: ABC News / Reprodução

A nave SpaceShipTwo, da Virgin Galactic, sofreu uma "anomalia em voo" nesta sexta-feira, anunciou o operador do voo comercial em uma publicação no Twitter. Segundo o site NBC News, a anomalia envolveu uma grande explosão e a queda da nave. Um piloto teria morrido.

"Durante o (voo de) teste, o veículo sofreu uma anomalia séria, que resultou na perda da SpaceShipTwo. Nossa primeira preocupação é a situação dos pilotos, que no momento é desconhecida", informou a empresa em uma publicação no Twitter.

Mais cedo, a empresa publicou: "A SpaceShipTwo sofreu uma anomalia em voo. Um comunicado e informações adicionais serão divulgados em breve", também sem dar detalhes sofre o ocorrido. A nave decolou às 09h19 no horário local, na Califórnia, nos EUA (às 12h19 no horário de Brasília). 

A nave, que ainda está em fase de testes e que normalmente transporta dois pilotos, foi colocada no topo de uma aeronave maior, conhecida como WhiteKnightTwo e, então, liberada para um teste do motor de seu foguete.

Os dois pilotos que voavam na nave estavam equipados com pára-quedas. De acordo com a imprensa internacional, um dos pilotos está morto e o outro foi resgatado e encaminhado a um hospital.

Segundo o fotógrafo Ken Brown, que fazia a cobertura do voo de teste, uma explosão aconteceu em pleno voo e, mais tarde, pedaços da nave caíram no solo. Informações oficiais serão divulgadas em breve, em uma entrevista coletiva realizada pela Virgin Galactic.

A empresa planeja vender, nos próximos anos, viagens com a nave SpaceShipTwo, para transportar passageiros a cerca de 62 quilômetros acima da Terra, a fim de disponibilizar a experiência de uma viagem espacial ao público. 

Mais de 800 pessoas pagaram ou fizeram depósitos para voar a bordo da nave espacial. A nave espacial é baseada em um protótipo, chamado SpaceShipOne, que há 10 anos ganhou o direito de desenvolver a primeira nave espacial privada para voar no espaço.

Esse é o segundo incidente envolvendo a indústria espacial comercial americana, em uma semana. Na última terça-feira, um foguete Antares não tripulado explodiu logo após a decolagem, na costa do Estado de Virginia, nos EUA. 

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade