PUBLICIDADE

Protesto em Buenos Aires pede liberação da maconha

4 mai 2013 20h31
| atualizado em 5/5/2013 às 00h28
ver comentários
Publicidade

Ao menos duas mil pessoas, a maioria jovens, protestaram neste sábado na Praça de Maio, no centro de Buenos Aires, para pedir a descriminação do consumo e do cultivo da maconha na Argentina, comprovou a AFP.

Jovens com cabelos rastafári, músicos de reggae e outros usuário da erva caminharam pelo tradicional calçadão em direção à Casa Rosada, sede do governo, em meio a um forte cheiro de maconha.

O protesto fez parte da "Marcha Mundial da Maconha", convocada por organizações que defendem a "descriminação dos usuários e o combate ao narcotráfico". "Legalizem o cultivo e não haverá mais prisões. Legalizem o consumo", dizia uma camiseta vendida por 60 pesos (US$ 13) durante o protesto.

Vários vendedores aproveitaram o protesto para oferecer maconha, camisetas com desenhos e frases alusivas à erva e artigos diversos com as cores da bandeira da Jamaica.

Em 2009, a Corte Suprema da Argentina declarou inconstitucional o castigo penal para a posse de pequenas quantidades de drogas.

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
Publicidade
Publicidade