PUBLICIDADE

Confira a íntegra do discurso de Fernando Lugo após impeachment

22 jun 2012
21h50 atualizado em 25/6/2012 às 23h21
21h50 atualizado em 25/6/2012 às 23h21
Publicidade

Boa noite.

Democracia do Paraguai foi ferida profundamente, diz Lugo:

Muito obrigado por vocês se interessarem pela mensagem deste cidadão paraguaio.

Hoje não é Fernando Lugo que recebe um golpe. Hoje não é Fernando Lugo que é destituído. É a história paraguaia, sua democracia, que foi ferida profundamente. Foram transgredidas todos os princípios da defesa, de maneira covarde, de maneira traiçoeira, e espero que seus executores tenham em conta a gravidade de seus feitos.

Paraguai vota impeachment de Fernando Lugo; entenda a crise:
Trajetória de Fernando Lugo na presidência paraguaia
Confira a cronologia da crise no Paraguai
Lugo, o bispo dos pobres que chegou à presidência
Federico Franco, o novo presidente paraguaio

Como sempre atuei no marco da lei, embora essa lei tenha sido torcida como um frágil ramo ao vento, me submeto à decisão do Congresso e estou disposto a responder sempre por meus atos como ex-mandatário nacional.

Aos concidadãos e concidadãs: que não se negue o direito a manifestar sua opinião - e faço um chamado a que qualquer manifestação seja pacífica. Que o sangue dos justos não se derrame nunca mais por causa de interesses mesquinhos em nosso país.

Quase quatro anos depois de exercer a presidência da República do Paraguai, hoje me despeço como presidente da República. Mas não me despeço como cidadão paraguaio, e hei de servir a esta nação onde necessitem, como na área rural.

Fernando Lugo não responde a classes políticas, nem à máfia, nem ao narcotráfico. Este cidadão respondeu e seguirá respondendo ontem, agora e sempre ao chamado dos compatriotas, dos mais humildes e excluídos - e dos que, gozando de bom viver e inclusos da abundância, sabem que temos um dever de solidariedade por nossa pátria, por nossa história.

Depois de quase quatro anos, este cidadão paraguaio quer agradecer profundamente a todos os paraguaios e paraguaias que puseram seu ombro, seu tempo, seu valor para consolidar esta democracia que se vive neste país.

Em primeiro lugar, aos companheiros e companheiras colaboradores deste governo. Não quero esquecer das forças militares, dos comandantes, dos oficiais, da força pública, de todos. Aos movimentos sociais, aos campesinos, indígenas, líderes, homens e mulheres que sustentaram e vão continuar sustentando este país.

Não quero deixar de agradecer, sinceramente, aos companheiros da imprensa. Independentemente de compartilhar ideias, projetos, estamos consolidando a democracia da história paraguaia.

Nesta noite saio pela maior porta da pátria, pela porta do coração de meus compatriotas. Aos companheiros, companheiras, cidadãos, cidadãs, que hoje estão nas praças, nos caminhos, nos assentamentos, nas campinas, nas cidades, nos sindicatos. Aos paraguaios e paraguaias de bom coração que sonham com um Paraguai diferente, simplesmente lhes digo que sempre podem seguir contando com Fernando Lugo.

Muito obrigado a todos e a todas por seu apoio, e muita força, muita força, muita força. Viva o Paraguai!

Fonte: Terra
Publicidade