2 eventos ao vivo

Justiça alemã acusa sírio de observar alvos para atentados em Berlim

10 nov 2016
19h07
  • separator
  • 0
  • comentários

Jovem, de 19 anos, detido em março, seria integrante do "Estado Islâmico" e recolheu informações sobre movimentação no Portão de Brandemburgo, no Parlamento alemão e na Alexanderplatz.A Corte Federal de Justiça da Alemanha afirmou nesta quinta-feira (10/11) que um sírio detido sob suspeita de terrorismo reuniu informações em Berlim sobre o Portão de Brandemburgo, o Parlamento alemão e a Alexanderplatz para possíveis atentados. Os dados recolhidos eram repassados por telefone a um integrante do grupo extremista "Estado Islâmico" (EI).

Segundo as autoridades, Shaas Al-M., de 19 anos, recolhia informações sobre quantas pessoas e ônibus de turismo passavam por esses locais e os horários desta movimentação. O sírio observou os alvos de possíveis ataques terroristas até fevereiro de 2016, quando passou os dados da sua investigação para um contato do EI na Síria.

O suspeito foi detido em março, em Potsdam, e continua preso. A justiça prolongou nesta quinta-feira sua prisão por mais três meses. Ele é acusado de ser membro do "Estado Islâmico" desde 2013 e ter combatido com os terroristas na Síria. De acordo com os investigadores, nesse período, o sírio participou do cerco a uma cidade e a um aeroporto.

Em agosto de 2015, ele chegou à Alemanha como refugiado, onde continuou mantendo contato com os jihadistas. A partir de janeiro deste ano, ele expressava o desejo de voltar à Síria para combater com o EI.

No começo de março, ele recrutou um integrante do "Estado Islâmico" para realizar um atentado terrorista na Europa. Segundo investigadores, o sírio teria também se disposto a ser o contato do recruta e ainda conduzir ele mesmo um ataque na Alemanha.

CN/rtr/afp/dpa

Deutsche Welle A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade