PUBLICIDADE

Idoso é multado e pode perder "guarda" de porco de estimação

12 mai 2010
16h19 atualizado às 16h31
16h19 atualizado às 16h31
Publicidade

Um homem foi multado e será julgado pela justiça de Mountain Home, no Estado do Arkansas, nos Estados Unidos, por ter um porco de estimação, segundo informou a imprensa local nesta quarta-feira. Wilferd Kallhoff, 78 anos, é proprietário do porco Coringa, que mora em sua casa desde o nascimento há 18 anos.

Wilferd Kallhoff alimenta o porco Coringa em Mountain Home, onde não é permitido criar a espécie
Wilferd Kallhoff alimenta o porco Coringa em Mountain Home, onde não é permitido criar a espécie
Foto: AP

Quando se mudou para Mountain Home há duas semanas, Kallhoff não sabia que porcos não eram permitidos dentro dos limites da cidade. Apesar de achar que seu Coringa fosse diferente, por ser de estimação, o idoso não se preocupou. Mas em menos de uma semana a polícia recebeu uma denúncia e bateu em sua porta.

Kallhoff foi multado e corre o risco de perder a guarda do suíno em um julgamento marcado para o dia 29 de junho. O homem afirma ter carinho pelo porco de 90 kg e não quer perder a companhia do animal. "Seria como se livrar de um garoto, realmente", disse Kallhoff ao site Baxter Bulletin. Segundo o idoso, Coringa não morde, não persegue carros, não mexe no lixo e dorme tranquilo na garagem. "Ele nunca faz bagunça e espera na porta quando quer sair", afirmou.

A polícia havia dado cinco dias para Kallhoff se livrar do porco, mas o caso foi parar na justiça. De acordo com o código de Mountain Home, porcos, cabras e ovelhas não são permitidas dentro dos limites da cidade. Qualquer um que violar o decreto poderá ser declarado culpado e condenado a pagar uma multa de US$ 10 a US$ 500 por dia.

Com informações da agência AP

Fonte: Redação Terra
Publicidade