Veja 9 dicas para conseguir o primeiro emprego depois de formado

Terminou o curso e está em busca do primeiro emprego? Veja como aumentar suas chances de sucesso!

13 mar 2017
21h02
  • separator
  • comentários

Um dos momentos mais difíceis na vida do estudante é quando a faculdade termina e chega a hora de encarar o mercado de trabalho pra valer.

Quem está em começo de carreira às vezes fica com receio de demonstrar que tem pouca experiência
Quem está em começo de carreira às vezes fica com receio de demonstrar que tem pouca experiência
Foto: Guia da carreira

Conseguir o primeiro emprego não é fácil. Desbravar oportunidades de trabalho também não. Não há um manual de boas-vindas para o recém-formado, tampouco mapa da mina com as melhores oportunidades.

O resultado disso é que muito marinheiro de primeira viagem fica perdido na hora de procurar emprego. Com o diploma em mãos, mas sem saber como se portar, o que falar, sem planos e metas, fica difícil convencer o contratante de que você é a pessoa ideal para aquela vaga.

Por sorte, existem formas de driblar esse problema. Fomos buscar junto à Love Mondays a resposta para a pergunta mais comum entre os jovens que acabaram de sair da faculdade: Como conseguir o primeiro emprego depois de formado? Confira 9 dicas a seguir!

1. Não tenha medo de assumir que tem pouca experiência

Quem está em começo de carreira às vezes fica com receio de demonstrar que tem pouca experiência. Para suprir essa "deficiência", muita gente acaba incluindo no currículo itens que têm pouco ou nada a ver com a vaga desejada. O resultado: o CV é descartado logo de cara.

Não precisa ter esse receio. O importante é buscar oportunidades que tenham a ver com seu nível de conhecimento e procurar deixar claro quais são suas habilidades e planos para o futuro.

2. É normal não saber exatamente o que quer

Digamos, por exemplo, que você se formou em Administração e está na batalha pelo primeiro emprego. Em sua busca, encontra oportunidades em Recursos Humanos, Finanças, Inteligência de Mercado e Marketing. Se todas essas áreas estão em seu radar, em qual delas tentar uma vaga?

A resposta é: na que você quiser, desde que exista um interesse genuíno naquele campo. É normal, ao ingressar no mercado de trabalho, a gente querer ter experiências em segmentos diferentes, até para descobrir de qual gosta mais. Isso é saudável e estimula o crescimento. Não é à toa que muitos programas de Trainee fazem uma espécie de "rodízio" por vários setores da empresa. Só experimentando é que o jovem profissional vai descobrir do que realmente gosta.

3. Prepare o currículo de acordo com a vaga

Seu currículo deve refletir o que é pedido na vaga. Não recheie o documento com experiências que não têm qualquer tipo de conexão com as atividades da empresa.

O entrevistador precisa detectar suas habilidades, conhecimentos e planos naquilo que você informar. Fale do que você conhece melhor, seus pontos fortes e competências, o que espera daquela vaga e jamais fuja do foco!

Quanto ao formato do currículo, lembre-se: simplicidade é sempre a melhor escolha. Nada de um documento com 20 páginas - para quem não tem experiência, uma só basta. Fique de olho nos erros de português, que podem causar má impressão.

Veja mais dicas legais em Currículo para quem nunca trabalhou

4. Informações falsas: jamais!

Nunca, em hipótese alguma, inclua informações falsas em seu currículo. Se o entrevistador descobrir ou identificar contradições na sua fala, você será descartado do processo seletivo e provavelmente as portas daquela empresa estarão sempre fechadas para você.

5. Prepare-se para o antes, durante e depois da entrevista

A primeira grande vitória de quem busca o primeiro emprego é conseguir ser chamado para uma entrevista. Bate aquele nervoso, criam-se expectativas e ansiedades - o que é absolutamente normal.

Obter sucesso nessa etapa tão importante exige preparação. A dica da Love Mondays é: pesquise sobre a história, valores e resultados da empresa e vista-se de acordo com o ambiente (se o lugar é formal, vá com trajes formais. Se for descontraído, vá com trajes mais discretos).

Outra dica é enviar um e-mail de agradecimento ao entrevistador, dizendo estar contente por ter tido a oportunidade de participar da seleção, mesmo sem saber se foi aprovado ou não.

6. Todo mundo tem defeitos, saiba quais são os seus

Às vezes os entrevistadores gostam de questionar sobre nossos defeitos. Para impressionar, muita gente acaba respondendo "sou perfeccionista", "sou exigente", "trabalho demais", e termina se dando mal.

Lembre-se de que você vai conversar com um especialista em recrutamento de pessoas. O profissional sabe identificar bem esse tipo de reação que, na verdade, demonstra pouco autoconhecimento. Por isso, é legal falar francamente sobre seus pontos fracos, mas sempre tentando realçar os fortes. Admitir algum fracasso também é um caminho interessante - significa que você tentou!

7. Contenha a ansiedade na hora da entrevista

Por mais que a vaga que você esteja disputando seja excelente, o trabalho desafiador, o horário flexível e o entrevistador pareça ser boa gente, segure a ansiedade de perguntar sobre salários e benefícios.

Deixe isso para quando avançar no processo seletivo e, de preferência, espere que o próprio recrutador fale sobre o assunto. Enquanto isso, faça algumas perguntas sobre a área (você deve pesquisar sobre a empresa antes da entrevista), atribuições do cargo, etc.

8. Educação e pontualidade são fundamentais

Pontualidade é sinônimo de interesse e comprometimento. É fundamental respeitar o horário agendado. Saia de casa com bastante antecedência e, se por acaso acontecer um imprevisto, envie imediatamente uma mensagem ao entrevistador avisando.

Durante a entrevista o recrutador irá testar sua educação, capacidade de lidar com pessoas e a forma de se portar.

Anote aí quatro dicas para se dar bem nesses quesitos:

-Não force intimidade com o entrevistador, nem seja tímido demais. Grave o nome, trate-o cordialmente, faça perguntas e respeite o estilo: se for formal, seja formal; se for despojado, seja despojado.

-Não emita opiniões sobre política ou religião, a menos que seja diretamente solicitado.

-Enquanto conversa, olhe nos olhos do entrevistador, mantenha a postura reta no assento, não boceje nem cruze os braços.

-Antes de entrar na sala, desligue o celular e jogue fora o chiclete!

9. Persistência é a chave para o sucesso!

O segredo para se dar bem no mercado de trabalho é nunca desistir. Durante seu percurso em busca de um emprego você vai ouvir alguns nãos, vai ser rejeitado em alguns cargos e nem sequer será chamado para entrevista em um ou outro momento. Não se deixe abater por isso - todo profissional bem sucedido já passou por algo similar.

Sobre a Love Mondays

A Love Mondays é a maior comunidade de carreiras do Brasil. Através de faixas salariais e avaliações sobre o ambiente de trabalho em mais de 75 mil empresas, apoia 1 milhão de profissionais a tomarem melhores decisões de carreira.

Veja também:

Como conseguir aumento salarial

Como elaborar um Plano de Carreira?

O que é coaching de carreira?

Guia da carreira

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade