FIES abre inscrições para vagas do 1º semestre de 2017

Confira a seguir todas as regras do FIES 2017: quem pode participar, como fazer a inscrição e como será o processo seletivo!

14 fev 2017
11h27
atualizado em 16/2/2017 às 11h09
  • separator
  • comentários

O Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) é uma iniciativa do Governo Federal de ampliação do acesso ao ensino superior. Por meio de crédito universitário a juros baixos e prazo longo, ajuda estudantes que não têm condições de pagar a mensalidade da faculdade particular.

FIES
FIES
Foto: Mundo vestibular

O FIES foi criado em 1999 e, desde então, passou por diversas mudanças. A maior delas, realizada em 2015, exige dos candidatos a participação em um processo seletivo que usa como critério a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

O Ministério da Educação (MEC) já anunciou as regras de participação do FIES em 2017. Não houve mudanças significativas em relação ao ano passado.

Confira a seguir todas as regras do FIES 2017: quem pode participar, como fazer a inscrição e como será o processo seletivo!

Quem pode participar do FIES 2017?

As regras de participação do FIES 2017 são as mesmas do ano anterior. Pode se inscrever no FIES quem:

-Participou do Enem a partir de 2010 e atingiu o desempenho mínimo exigido pelo programa: 450 pontos na média das provas e nota acima de zero na redação.

-Tem renda familiar bruta mensal de até três salários mínimos por pessoa.

Quem já tem diploma de nível superior também pode participar do FIES para obter ajuda na segunda graduação. A prioridade, porém, é para candidatos que ainda não concluíram uma faculdade.

Quando acontece o FIES 2017?

O FIES 2017 acontece dos dias 7 a 10 de fevereiro

Como vai funcionar o FIES 2017?

A dinâmica do FIES 2017 segue o mesmo esquema do ano anterior. Podemos resumir o programa nos seguintes itens:

-Cadastro das universidades particulares interessadas em participar do programa.

-Aprovação da participação das instituições por parte do MEC e distribuição do número de vagas. A exemplo dos anos anteriores, serão priorizados cursos com maior nota na avaliação do Ministério da Educação. A novidade para 2017 é que, além de oferecer mais vagas em cursos de formação de professores, saúde e engenharias, estão incluídas na lista prioritária as graduações relacionadas às ciências da computação.

-Abertura das inscrições do FIES para estudantes.

-Classificação dos candidatos.

-Divulgação do resultado com os pré-selecionados do FIES.

-Cadastro dos pré-selecionados para o financiamento.

-Abertura da lista de espera, caso haja vagas disponíveis.

Como é o processo seletivo do FIES 2017?

O processo seletivo do FIES 2017 é totalmente automatizado. Os inscritos são classificados a partir da nota do Enem. Funciona assim:

-O sistema seleciona os melhores candidatos que concorrem a uma vaga na mesma instituição, campus (unidade), curso e turno.

-Enquanto durarem as inscrições, é possível consultar as notas de corte - menor pontuação que permite ocupar vaga naquele curso, turno, universidade e campus. Os candidatos podem mudar de opção quantas vezes quiserem, até o fechamento das inscrições.

-As oportunidades são preenchidas primeiro pelos candidatos sem diploma de nível superior.

-Em caso de empate, ganha a vaga quem tiver maior nota na redação, seguida da prova de Linguagens, Matemática, Ciências da Natureza e Ciências Humanas.

Que nota preciso tirar no Enem para ganhar o FIES?

A nota do Enem que vai garantir uma vaga no FIES depende de vários fatores: edição do programa, faculdade, unidade, curso, turno e desempenho dos demais candidatos que concorrem à mesma vaga.

Historicamente, sabe-se que é possível conseguir o FIES com um desempenho próximo ao mínimo exigido (450 pontos na média das provas e nota acima de zero na redação). Para garantir o benefício em alguns cursos mais concorridos, no entanto, a nota chega a superar os 700 pontos.

Posso fazer a faculdade de graça se conseguir o FIES?
Não. O FIES é um empréstimo universitário, um auxílio concedido ao estudante para que ele possa cursar uma faculdade. O valor deve ser devolvido ao Governo Federal depois da formatura, em suaves prestações mensais.

Durante todo o tempo do curso, o FIES paga diretamente à faculdade o valor financiado. O estudante, por sua vez, deve cumprir com o restante da mensalidade e pagar taxas trimestrais referentes aos juros do financiamento. Os juros continuam a ser pagos após a formatura e, passado o período de carência (normalmente de 18 meses), a dívida começa a ser quitada, parcelada em vários anos.

Como aumentar suas chances de conseguir o FIES

Houve um tempo em que bastava cumprir os requisitos exigidos pelo MEC para ganhar o FIES automaticamente. Hoje, com a limitação do orçamento e consequente restrição no número de vagas, ficou mais difícil. Mas você pode aumentar suas chances de ganhar o benefício se:

-Tiver um ótimo desempenho no Enem.
-Ainda não tiver diploma de nível superior.
-Escolher um curso bem avaliado pelo MEC, principalmente nas áreas da saúde, engenharia, formação de professores e ciências da computação, que recebem a maior quantidade de vagas.
-Ficar de olho nas notas de corte divulgadas durante o período de inscrições e modificar sua opção de curso escolhendo uma vaga que exija nota menor do que o seu desempenho no Enem.

Faculdades que aceitam o FIES

Durante o período de inscrições, você poderá consultar todas as vagas disponíveis para financiamento. As faculdades participantes podem variar a cada edição, mas uma coisa é certa: todas são reconhecidas e bem avaliadas pelo Ministério da Educação (MEC).

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade