ProUni tem lista de espera?

Descubra se o ProUni tem lista de espera e veja como participar!

14 fev 2017
11h27
atualizado em 16/2/2017 às 11h09
  • separator
  • comentários

O Programa Universidade para Todos (ProUni) oferece bolsas de estudos em faculdades particulares de todo o Brasil. Desde a primeira edição, em 2005, essa iniciativa do Governo Federal já beneficiou mais de um milhão e meio de estudantes e todo semestre oferece centenas de milhares de vagas.

O processo seletivo é rápido, usa exclusivamente a nota do Enem para classificar candidatos e o sistema é totalmente informatizado. Mas "passar" no ProUni não significa que o estudante está automaticamente matriculado na universidade privada. Os pré-selecionados no ProUni precisam apresentar documentos e fazer a matrícula presencialmente na faculdade para garantirem a bolsa.

Seja por falta de apresentação de documentos, não cumprimento de todos os critérios ou mesmo a baixa procura por alguns cursos, em toda edição do ProUni sobram algumas vagas. E um dos recursos utilizados pelo Programa para preencher essas vagas é a lista de espera.

Descubra como funciona a lista de espera do ProUni e quais são os mecanismos do Programa para preencher todas as vagas!

O processo seletivo é rápido, usa exclusivamente a nota do Enem para classificar candidatos e o sistema é totalmente informatizado.
O processo seletivo é rápido, usa exclusivamente a nota do Enem para classificar candidatos e o sistema é totalmente informatizado.
Foto: Mundo vestibular

Como funciona a lista de espera do ProUni

A lista de espera do ProUni acontece após a segunda chamada dos pré-selecionados.
O candidato que quiser participar da lista de espera tem um prazo para manifestar seu interesse, marcando a opção correspondente na página de acompanhamento de inscrição do ProUni.
São dois casos previstos:


1. Lista de espera para o curso correspondente à sua primeira opção
Pode participar o candidato do ProUni que cumprir os seguintes requisitos:

-Não ter sido pré-selecionado nas duas chamadas regulares.

-Ter sido pré-selecionado em sua segunda opção de curso, mas reprovado por não formação de turma.


2. Lista de espera para o curso correspondente à sua segunda opção
Pode participar o candidato do ProUni que cumprir os seguintes requisitos:

-Não ter sido pré-selecionado nas duas chamadas regulares em que tenha ocorrido não formação de turma na sua primeira opção de curso.

-Não ter sido pré-selecionado nas duas chamadas regulares e que não existam bolsas disponíveis na sua primeira opção de curso.

-Ter sido pré-selecionado em sua primeira opção de curso, mas reprovado por não formação de turma.


Vale lembrar que só podem participar da lista de espera os candidatos que tenham feito a inscrição para o ProUni daquela edição e que, portanto, tenham cumprido as exigências de participação no Programa (como renda, nota do Enem, etc.).

Como o ProUni preenche as vagas

A cada semestre, o ProUni oferece centenas de milhares de bolsas de estudos parciais e integrais em faculdades particulares de todo o País. Os candidatos se inscrevem pela Internet, o processo seletivo é baseado na nota do Enem e pode ser dividido em quatro etapas para o preenchimento de todas as vagas:

1. Primeira Chamada

A primeira chamada do ProUni acontece alguns dias após o encerramento das inscrições. Normalmente, as inscrições são encerradas em uma quinta-feira e o resultado é divulgado na segunda-feira.
O candidato selecionado na primeira chamada tem cerca de 5 dias para comparecer à faculdade para a qual foi selecionado, apresentar documentos para comprovar as informações preenchidas na inscrição e fazer a matrícula, garantindo assim sua bolsa de estudos.

2. Segunda Chamada

A segunda chamada do ProUni tem por objetivo preencher as vagas que não foram ocupadas na primeira chamada. Para a segunda chamada os candidatos são convocados pela ordem de classificação (nota do Enem).
Por exemplo: se um curso tem 30 vagas e uma delas não foi preenchida pelos candidatos da primeira chamada, o ProUni convoca automaticamente o 31o colocado.
Os selecionados na segunda chamada também precisam comparecer à universidade, comprovar as informações preenchidas na inscrição e fazer a matrícula. Para isso, também têm um prazo de cerca de 5 dias. Quem  não faz a matrícula, perde o direito à bolsa do ProUni, assim como acontece na primeira chamada.

3. Lista de Espera

Somente depois de duas chamadas é que o ProUni abre a lista de espera, caso ainda existam vagas não preenchidas.

A lista de espera não é automática e o candidato ao ProUni que não foi selecionado e deseja participar precisará se inscrever, manifestando seu interesse pela internet, na página oficial do Programa.

Confira algumas faculdades que aceitam o ProUni:

-Centro Educacional Anhanguera (ANHANGUERA)
-Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL)
-Universidade de Franca (UNIFRAN)
-Universidade Cidade de São Paulo (UNICID)

-União Metropolitana de Educação e Cultura (UNIME)
-Faculdade Pitágoras

-Universidade Estácio de Sá

4. Bolsas Remanescentes

Mesmo após encerrado o processo de lista de espera, podem sobrar algumas vagas do ProUni. Isso pode acontecer por falta de interesse dos candidatos em alguns cursos ou porque os classificados não regularizaram a matrícula por algum motivo.
A etapa de Bolsas Remanescentes é mais flexível do que o processo seletivo regular do ProUni e permite que professores da rede pública, concorrendo a bolsas de licenciatura, possam se inscrever sem ter feito o Enem. Também permite a participação de quem fez o Enem a partir de 2010 (não somente no ano imediatamente anterior), desde que tenham obtido o desempenho mínimo de 450 pontos nas provas objetivas e nota maior do que zero na redação.
As inscrições para as bolsas remanescentes também são gratuitas e devem ser feitas pela Internet, na página oficial do ProUni.

Mundo vestibular

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade