1 evento ao vivo

Possibilidade de investir em ações de IPO atrai investidores

Abertura de capital é oportunidade para investir na Bolsa de Valores, mas é preciso cautela

20 abr 2017
13h59
  • separator
  • comentários

A abertura de capital na Bolsa de Valores é um processo complexo que muitas empresas trilham em busca de capital para financiar projetos ou quitar débitos. A recente recessão provocou a diminuição desses processos e afetou também os interessados em investir em ações. No entanto, o ato de ceder parte da empresa para investidores em troca de recursos tem retomado fôlego em 2017.

Foto: DINO

O reaquecimento da economia brasileira neste ano tem aumentado as expectativas por novos processos de IPO (Initial Public Offering, em inglês). Já ocorreram três aberturas de capital na BM&F Bovespa em 2017 e há outras empresas interessadas em fazer o mesmo.

As estimativas sugerem que neste ano o número de processos pode ser superior a 15. Alguns fatores, como a aprovação de medidas pelo governo e a queda dos juros, podem favorecer ainda mais o surgimento de novos IPOs.

Em quatro meses, o ano de 2017 já igualou a marca dos últimos três anos com três aberturas de capital realizadas. Juntos, os IPOs da locadora de veículos Movida, da rede de laboratórios Hermes Pardini e, mais recentemente, da empresa aérea Azul movimentaram mais de R$ 3 bilhões no mercado.

Apesar de expressivo, o valor não se compara à marca registrada em 2013, quando foram movimentados aproximadamente R$ 17,2 bilhões. Muito menos ao recorde de 2007, com 64 IPOs realizados totalizando R$ 55,6 bilhões.

Com a perspectiva do mercado de ocorrer mais ofertas iniciais em 2017 e, consequentemente, aumentar em mais alguns bilhões o saldo movimentado, investidores brasileiros e estrangeiros estão atentos às negociações na Bolsa do país.

A abertura de capital de uma empresa pode ser bastante atrativa, mas é preciso agir com cautela. Aqueles que ainda estão aprendendo como investir em ações na Bolsa de Valores , especialmente, devem buscar ajuda qualificada. É preciso buscar uma avaliação técnica minuciosa sobre o processo, que muitas vezes só pode ser feita por um especialista da área.

A orientação primordial é que a decisão de investimento seja baseada em uma visão de longo prazo. Buscando dados em documentos divulgados pela própria empresa, é possível identificar
indícios para saber quais as chances do processo ser bem-sucedido.

O desempenho da companhia em sua área de atuação, os resultados dos últimos balanços financeiros, seus concorrentes e as perspectivas da economia para o setor, são alguns dos tópicos a serem examinados detalhadamente antes de investir em ações no início da abertura de capital.

Possibilidades e incertezas

Uma economia mais estável e um Mercado de Ações fortalecido são grandes incentivadores de processos de abertura de capital. Se durante a recessão o número de empresas interessadas em ofertar suas ações diminui, quando a atividade econômica é restabelecida a iniciativa ganha impulso.

Nesses momentos, o interesse de investidores aumenta. Isso porque a possibilidade de realizar bons lucros ao comprar ações a um preço baixo e vendê-las com valores bem mais altos devido a uma rápida valorização soa como uma boa ideia.

Esta é uma vantagem do IPO: a possibilidade de excelentes resultados. A chance de que os ativos negociados em um IPO possam aumentar de valor rapidamente atrai muitos investidores em busca de bons lucros.

Todavia, se uma ação será negociada pela primeira vez no Mercado de Ações, pode não haver dados suficientes para analisar o cenário mais provável de ocorrer. Alguns fatores importantes para saber como investir em ações deste tipo, tais como volatilidade e demanda, ainda são desconhecidos do mercado no primeiro momento.

Além disso, a imprevisibilidade de preços pode pegar muitos investidores de surpresa. Um panorama que pode ocorrer nesses casos é haver a disparada do valor dos papéis no primeiro dia do IPO, mas ocorrer uma queda brusca nos dias seguintes.

Por isso mesmo, a indicação de especialistas é que aqueles que querem investir na Bolsa de Valores nesses momentos considerem diversos fatores antes da tomada de decisão. Boa gestão, marca consolidada e transparência corporativa são alguns dos aspectos a serem averiguados para identificar se a empresa em questão está, de fato, pronta para abrir capital na Bolsa.

DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade