1 evento ao vivo

Importar da China: as pegadinhas que o Google não te conta

Uma consultoria especializada possui condições de visitar o local e também verificar a real capacidade de atendimento

29 jul 2016
13h21
  • separator
  • comentários

Comprar do exterior é fácil. Basta entrar na internet, achar uma fábrica e pagar. Certo? Errado! É exatamente nesta fragilidade que algumas empresas acabam tendo enormes prejuízo em suas operações, porque a maioria acredita que todo esse processo se resume em procurar no google e voilá. Tudo se resolve.

O empresário que faz isto pode comprometer todo o seu sonho e transformar o trabalho de uma vida em pesadelo, simplesmente por não conhecer o tramites exato desta complexa operação. A maioria nem imagina, por exemplo, como fazer uma análise comercial dos fornecedores selecionados onde são pesquisadas a idoneidade e a situação da empresa, o que seria comparado ao Serasa.

Uma consultoria especializada possui condições de visitar o local e também verificar a real capacidade de atendimento. Também são solicitados fotos, catálogos, ficha técnica, preços e detalhes da operação. Depois disto, todas as informações como NCM (classificação fiscal), impostos, taxas são reunidos em uma planilha para que seja estimado o custo final em reais.

Depois da pesquisa e seleção do produto, toda a documentação é conferida para evitar qualquer problema e então, inicia-se a parte do transporte, que sai da fábrica chinesa para o endereço do importador aqui no Brasil.

Por isso, contar com uma equipe focada nesta atividade é fundamental e evita que todo o investimento usado para a operação seja comprometido. Esses profissionais agregam muitas vantagens ao negócio, tornando-o mais competitivo e lucrativo porque reduz o risco. O cliente passa a comprar direto da fonte reduzindo custo das operações inclusive no Brasil, uma vez que o departamento de importação jamais terá custo fixo, apenas variável.

Contar com a ajuda certa, para não tropeçar nos infinitos tramites deste mercado, repleto de detalhes e pegadinhas, irá garantir que o produto chegará através de um fornecedor confiável. Além disto, uma outra vantagem, é que esse pessoal passa a ser seu setor de compras no oriente, gerenciando tudo até chegar ao endereço final, o que chamamos de door to door.

Resumidamente, o passo a passo da importação é:

O passo a passo da importação:

1. Definir o fornecedor, produto, preço, quantidade, embalagem etc.

2. Efetuar o pagamento de 30% ao fornecedor

3. Aguardar a produção

4. Efetuar o pagamento de 70% ao fornecedor

5. Embarcar o lote no porto de origem

6. Lote chega no porto de destino

7. Nacionalização da mercadoria

8. Liberação da mercadoria

9. Transporte do lote até o endereço de destino

*Tomaz Carvalho é formado em Direito. Atua à frente da Interbrax desde 2007, realizando desenvolvimento de produtos da China e gerenciamento de importações. Na área de negócios internacionais, a empresa atua há mais de 40 anos. Possui técnicas de negociação desenvolvidas com base na metodologia da Harvard Business School. Morou mais de dois anos em Hangzhou, na China, com o objetivo de conhecer a cultura empresarial entre ocidente e oriente. Tornou-se um profundo conhecedor das peculiaridades deste povo, hábitos gastronômicos e como se relacionam com questões ligadas à higiene, educação e segurança. Participou do curso "European Union After Enlargement", na Universidade de Lodz, na Polônia, onde estudou Direito Internacional relacionado com a União Europeia. Também nos Estados Unidos, aprimorou conhecimentos sobre Jurisdição, constituição e internet. Para mais informações, acesse: http://www.interbrax.com

DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade