1 evento ao vivo

Flavio Maluf noticia sobre o crescimento na Intenção de Investimentos na Indústria

Indicador de Intenção de Investimentos demonstra crescimento para o 3º trimestre

21 set 2016
11h19
  • separator
  • comentários

O Indicador de Intenção de Investimentos da FGV (Fundação Getulio Vargas), que é responsável por medir o nível da disseminação do ímpeto de investimentos no meio industrial, apresentou um aumento de quase 8 pontos no terceiro trimestre de 2016, em relação ao trimestre anterior, noticia o empresário Flavio Maluf. Com esse aumento, o índice alcançou a margem de 90,4, sendo assim o maior valor registrado nos últimos doze meses.

Com o intuito de antecipar quais são as principais tendências econômicas do mercado, esse Indicador é um dos mais conceituados segundo os especialistas. E os resultados divulgados em referência ao terceiro trimestre de 2016 sugerem que nos próximos meses é possível que ocorra uma eventual melhora nos índices de investimento produtivo.

De acordo com o responsável pelas Estatísticas Públicas da Fundação Getúlio Vargas, Aloisio Campelo Jr, não se pode ainda eliminar as incertezas que cercam esse mercado. Segundo ele, o ritmo de crescimento será lento e gradual, em comparação ao que vinha sendo visto nos últimos anos. Um exemplo disso, é o fato do Indicador continuar abaixo da margem de 100 pontos, o que significa que existem ainda muitas empresas com estimativas pessimistas em relação aos investimentos para os próximos doze meses, informa o executivo Flavio Maluf.

O relatório divulgado informou que atualmente 14,8% das empresas estão com expectativas otimistas de investimento, enquanto 24,4% acreditam que o nível de investimentos permanecerá baixo.

Para o terceiro trimestre de 2016, o Indicador também levou em consideração a probabilidade dos planos de investimento serem revisados no período dos próximos doze meses, destaca Flavio Maluf. Nesse cenário, 57,6% das empresas disseram acreditar que os investimentos permanecerão dentro do que foi previamente programado. Já entre o restante das empresas que admitem que os investimentos podem sofrer variações que fogem do plano inicial, 23,8% afirmam que irão investir mais do que o planejado e 18,6% indicaram que os investimentos ficarão abaixo do que havia sido previsto.

Pelo terceiro ano consecutivo, o Indicador de Intenção de Investimentos da FGV também levantou informações sobre o grau de certeza das empresas em relação aos investimentos para os próximos meses. O resultado demonstrou que, atualmente, o nível de incerteza permanece elevado quando comparado aos anos anteriores, noticia Flavio Maluf.

O número de empresas incertas atingiu a margem de 32,7%, superando pela segunda vez consecutiva a proporção de empresas certas, que ficou em 30,4%. De acordo com especialistas, esse resultado traduz o cenário de incertezas que ainda existe no mercado em relação à economia e política do país, as quais interferem diretamente nas projeções de investimentos do setor produtivo.

No Grupo Eucatex desde o ano de 1987, Flavio Maluf passou por uma longa trajetória dentro da empresa até alcançar o posto de presidente, em 1997, função que ocupa até os dias de hoje. Com foco em inovar e modernizar a empresa, o executivo tem feito uma gestão elogiada, investindo em novos produtos e elevando o nível de competitividade da empresa no mercado, uma característica essencial para o sucesso de uma organização atualmente.

DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade