5 eventos ao vivo

É seguro contratar correspondente jurídico pela internet?

10 fev 2017
15h30
atualizado em 27/3/2017 às 13h19
  • separator
  • 0
  • comentários

O trabalho de correspondente jurídico é uma atividade que vem crescendo e ganhando espaço definitivo no Brasil. Ele tem se mostrado uma excelente solução para trazer maior eficiência aos escritórios de advocacia e uma maneira prática de resolver problemas de outras comarcas.

Além disso, diversas plataformas online para contratação de profissionais vêm se destacando no mercado, promovendo mais agilidade e praticidade ao processo. Por outro lado, aumentam o número de ofertas e valores diferentes, além de conectarem profissionais que não se conhecem pessoalmente, o que pode proporcionar certa insegurança aos escritórios.

Para encontrar um bom correspondente é preciso saber se ele tem competência para se destacar entre os concorrentes. Portanto, deve ter um perfil adequado para o escritório de advocacia e deve transmitir segurança necessária para que possa ser confiado a ele uma audiência, diligência ou qualquer outra atividade importante para o processo.

Diante disso, o Jurídico Certo, empresa que oferece apoio jurídico qualificado em qualquer localidade do país, levantou alguns critérios que os escritórios devem se basear para realizar uma contratação pela internet com segurança.

1. Analise as referências do profissional
As plataformas de contratação de correspondentes disponibilizam referências e avaliações dos profissionais, que auxiliam os escritórios de advocacia na contratação. Um correspondente com boas avaliações e recomendações proporciona mais segurança ao contratante.

2. Procure indicações
Havendo outros advogados ou escritórios que já façam uso desse serviço para seus processos, basta entrar em contato e procurar saber a respeito de um possível candidato ou de um profissional que já tenha prestado serviços para o escritório. Os correspondentes podem prestar serviços para diversos escritórios e receber a indicação de uma pessoa já conhecida pode facilitar o processo de contratação.

3. Selecione o profissional que corresponda à área da diligência
As plataformas já costumam fazer essa seleção de forma automática, e enviar as solicitações dos contratantes apenas para os profissionais de cada área. Porém, avaliar a área de atuação do correspondente, assim como experiências em casos anteriores, é uma boa forma de escolher o profissional mais adequado para a resolução de seu processo.
3. Pesquise o registro do profissional na OAB
O escritório contratante do correspondente encontra na OAB um bom apoio para fazer sua contratação. A instituição disponibiliza os registros de advogados e de escritórios e, dessa forma, o contratante terá acesso a todos os possíveis correspondentes, assim como suas principais áreas de especialização.

4. Entre em contato com o profissional antes de contratá-lo pela primeira vez
É muito importante ter um contato prévio com o correspondente antes de fechar o contrato, para conhecer um pouco mais sobre o profissional e, também, entender mais sobre sua rotina e disponibilidade para atender diligências. Isso também pode trazer mais segurança ao contratante.

5. Desenvolva uma lista de correspondentes
Ao começar a contratar os correspondentes pela internet, o contratante pode iniciar o desenvolvimento de uma "lista de favoritos", adicionando os contatos de todos os profissionais que atenderam às suas expectativas na resolução dos processos. Assim, nas próximas vezes, o processo de contratação será ainda mais rápido e fácil.

Sobre o Jurídico Certo:
Fundado em 2013, o Jurídico Certo é um marketplace que conecta profissionais jurídicos qualificados a empresas e cidadãos que precisam de apoio rápido em qualquer lugar do Brasil. A plataforma possui mais de 78 mil profissionais cadastrados em todo o país, que podem ser contratados tanto por pessoas jurídicas - como escritórios de advocacia e departamentos jurídicos de empresas que buscam correspondentes jurídicos - como para pessoas físicas que procuram orientação de advogados.

DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade