1 evento ao vivo

Do carrinho de picolé à sociedade com Eike Batista

A história de dois jovens empreendedores que querem ensinar o Brasil a falar em público

3 out 2016
17h18
  • separator
  • comentários

A história da Vox2you vai muito além de uma empresa que deu certo. É uma trajetória de dedicação, persistência, criatividade com uma boa dose de ousadia. Criada em 2015, a escola de oratória que teve 20% comprada pelo empresário Eike Batista, surgiu do sonho de dois jovens que desde cedo começaram a empreender, e hoje esperam abrir 560 unidades em oito anos, levando seu método inovador de ensinar a falar em público para todo o Brasil.

Foto: DINO

Com 11 anos de idade, Luis Fernando Câmara, um dos sócios da Vox2you, teve sua primeira experiência como empreendedor, quando começou a vender picolés pelas ruas de Cravinhos, sua cidade natal. Vindo de uma família de classe média baixa, para conseguir comer lanche com os amigos da vizinhança, ele vendia o sorvete a cinquenta centavos para conseguir vinte centavos de lucro. "Foi meu primeiro contato com o empreendedorismo, e valeu a pena porque aprendi a vender, entendi que nem todas as portas se abrem, fui aprendendo a lidar com o não e com a importância de não desistir", conta Câmara.

Depois do picolé, trabalhou vendendo salgadinho em uma pastelaria, foi instrutor de informática, se emancipou aos 17 anos e aproveitando a formação do irmão que era farmacêutico, vendeu um carro da família e abriu seu primeiro negócio: uma farmácia. Trabalhando 16 horas por dia, de domingo a domingo, das 08 à meia-noite, Luis queria ver seu negócio crescer e começou a procurar referências empresariais para aprender a empreender. "Com 20 anos eu comecei a procurar ajuda. Na época eu vi na capa da Revista Forbes o Jorge Paulo Lemann e o Eike Batista. Mandei um e-mail para o grupo EBX contando a minha história e falando da minha vontade de aprender e o Eike Batista me respondeu. Começamos a nos falar via twitter e a partir daí nosso contato foi aumentando. Em dezembro de 2010 finalmente nos encontramos no Rio de Janeiro e voltei dessa reunião inspirado, cheio de novas ideias, querendo empreender", conta o empresário.

COMO TUDO COMEÇOU
O jovem empreendedor, então com 20 anos, resolveu montar uma outra empresa, no ramo de vendas diretas e convidou um amigo, que trabalhava com coaching e aulas de oratória, para treinar sua equipe e ensiná-los a falar melhor em público e ter mais persuasão. "Eu e o Junior já éramos amigos. Em um almoço, ele desenhou toda a metodologia das aulas e foi aí que o nosso primeiro negócio, que viria a ser a Vox2you no futuro, nasceu", conta Câmara.
Luis e o Sócio, João Valdir Fernandez Junior, começaram a vender treinamentos de oratória e a organizar eventos para o público empresarial.

Sempre buscando aprendizado e uma rede forte de contatos, Luis foi convidado por Flávio Augusto, um dos principais ícones do empreendedorismo no Brasil, para uma viagem aos EUA com mais 9 jovens empreendedores, entre eles Eduardo Lyra e Pedro Quintanilha. Lá, conheceu alguns franqueados da Wise Up e ficou encantado pelo modelo de negócios da escola de inglês. "Quando voltei, meu sócio já queria dar um passo mais ousado, ter uma escola, com espaço próprio para as aulas. Nos inspiramos no modelo comercial da Wise Up, fizemos adaptações e introduzimos o curso de oratória. Assim surgiu a Vox2you, que teve sua primeira unidade em Cravinhos e matriculou 400 alunos já no primeiro ano", conta Luis Fernando Câmara.

O método inovador, focado 100% em oratória, chamou a atenção de Jorge Paulo Lemann, que realizou o treinamento com a Vox2you. Na mesma época, o empresário Eike Batista também contratou a escola para dar um treinamento para 10 diretores do Grupo EBX. "Quando viemos para Ribeirão, precisávamos de um aporte financeiro para montar a nova unidade e orquestrar a franqueadora, que exige um investimento robusto e começamos a buscar um investidor. Eu já tinha um bom relacionamento com o Eike e ele já conhecia e acreditava no conceito da Vox2you e por isso decidiu comprar 20% da escola", explica o empresário.

DIFERENCIAIS
A Vox2you criou um método de ensino do zero, pioneiro, 100% focado em oratória. Um levantamento feito pelo jornal inglês Sunday Times, entrevistou 3 mil pessoas e pediu que elas listassem, em ordem hierárquica, quais eram seus maiores medos. Para surpresa de todos, o resultado da pesquisa revelou que 41% dos participantes preferem morrer do que falar em público. "Nós identificamos um gargalo no sistema educacional do Brasil de modo geral. As faculdades não dão treinamentos de oratória e segundo pesquisas, apenas 8% dos brasileiros sabem se comunicar plenamente. É essa lacuna que os cursos da Vox2You querem preencher. "

Com metodologia inovadora e 100% prática, em um ambiente informal e inspirador, o diferencial da escola é oferecer cursos de formação em oratória onde os alunos participam de atividades que instigam a troca de opiniões. Passo a passo, perdem o medo de falar em público e transformam simples palavras, em argumentos capazes de impactar, persuadir e encantar. "Hoje existem no mercado empresas que dão treinamentos de oratória, curtos, que não permitem que a pessoa se desenvolva. Oratória leva tempo, é igual academia, quanto mais você treina, melhor você fica. Quarenta por cento do nosso público são empresários, vinte e cincos por cento são profissionais liberais, e os demais são profissionais que querem melhorar em suas áreas e universitários que já enxergam a importância de saber falar em público", avalia Luis Fernando Câmara.

FUTURO
A negociação para a compra dos 20% pelo empresário Eike Batista durou alguns meses e após várias reuniões realizadas no Rio de Janeiro, o acordo foi fechado. A expectativa com a sua participação nos negócios é a profissionalização dos procedimentos e a expansão para outras cidades através do sistema de franquias. A primeira foi vendida no mês de julho para São José do Rio Preto e a meta é ampliar para 560 unidades nos próximos oito anos.


DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade