3 eventos ao vivo

CEO da Mullen Lowe Brasil analisa a utilização das ferramentas viewability

Ferramentas online para tecnologia mobile preocupam profissionais de criação de anúncios

25 jul 2016
17h30
  • separator
  • comentários

A maneira como os anúncios publicitários são exibidos aos usuários de telefonia móvel, sofrem alterações com frequência cada vez maior. A praticidade dos smartphones, que permitem, dentre outras coisas, fluidez ao se navegar pela internet, tem sido amplamente considerada pelas agências de publicidade. O modo como esses aparelhos são configurados, requerem maneiras peculiares de se conceber anúncios de viés publicitário, já que podem ser bloqueados em virtudes de alguns aplicativos. Para José Borghi publicitário de grande renome, conhecido pelo trabalho realizado na Borghi Lowe e continuado com grande engajamento na Mullen Lowe Brasil, a questão da elaboração de publicidade veiculada nesse tipo de tecnologia requer muito estudo e criatividade.

Presente há algum tempo no mercado, a ferramenta Adblock bloqueia anúncios indesejáveis pelos internautas. A versão para mobile surgiu após seu emprego para modelos de computadores convencionais, os chamado desktops. A utilização nos celulares são frequentes, o que preocupa os criadores do mercado publicitário e lhes impõem uma renovação da cultura de criação dentro das empresas. Para José Borghi, da Mullen Lowe Brasil, que atua neste segmento há muito tempo, embora pareça um entrave ao bom andamento da publicidade, esta pode ser uma grande oportunidade de se conhecer os anseios do cliente com maior fidelidade.

A adesão a um aplicativo que permite bloquear qualquer tipo de conteúdo digital, é uma excelente forma de se aprender sobre o que de fato agrega valor ao produto, serviço ou causa anunciados, aponta o atual CEO da Mullen Lowe Brasil. Conforme suas impressões, ele acha pertinente o fato das pessoas não se identificarem com formas muito invasivas de publicidade, o que pode suscitar discussões salutares acerca do que deve ser modificado no planejamento de marketing de uma determinada organização, servindo, dessa forma, para nortear os colaboradores de maneira direta.

Já o Viewability consiste em acusar os anúncios que realmente foram visualizados, de acordo com critérios específicos de programação e é temido por algumas agências, já que revela com grande margem de acerto, o que interessa ao potencial consumidor e o que lhe causa repulsa. Com uma extensa bagagem em sua profissão, o atual líder da Mullen Lowe Brasil já atravessou dificuldades de mercado inerentes ao seu trabalho e acredita que proporcionando aprimoramento técnico aos colaboradores pode ser o princípio de um caminho de sucesso. Ele que já trabalhou na Borghi Lowe, traz consigo a prática em solucionar problemas de diversas razões, o que faz com que perceba grandes transformações nessa área.

Trilhando um caminho profissional de causar admiração em qualquer pessoa, Borghi é um estudioso contumaz e percebe a importância de se analisar, de forma científica, o que causa comoção nos usuários de telefonia. Conforme suas convicções, ele enfatiza a necessidade de realização de campanhas de grande impacto, que sejam cativantes e que despertem ao menos a curiosidade daquele que pode vir a ser um consumidor de determinada marca. Dividindo com maestria o comando da Mullen Lowe Brasil, ele acredita que o anseio pela otimização dos serviços de ordem publicitária está diretamente relacionado ao maior ou menor sucesso de cada trabalho realizado pelas empresas.

DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade