7 eventos ao vivo

Carboxiterapia: imbatível contra as estrias

Os resultados da técnica podem aparecer em semanas, dependendo do tipo de alteração e complexidade

30 nov 2016
11h37
  • separator
  • comentários

Elas são o "tormento" do público feminino. Quando os tão temidos "risquinhos" surgem na pele, o desespero é iminente e a grande dúvida é: como acabar com eles?!

Inimigas número 1 das mulheres preocupadas com a aparência, as estrias são lesões atróficas que se formam decorrente à ruptura de fibras elásticas e colágenas na pele, normalmente causadas por um estiramento excessivo da pele, predisposição genética e alterações hormonais.

As linhas surgem perpendicularmente ao eixo de maior tensão da pele e tendem à bilateralidade.

As estrias são chamadas de atróficas, decorrente de algumas alterações encontradas na região, como a diminuição da espessura da pele, redução da elasticidade e ausência de pelos. Não ocasionam sintomas graves, no entanto, podem ocasionar a problemas relacionados a autoestima.

Existem dois tipos de estrias: as estrias rubras (recentes) e estrias albas (antigas). Quando são recentes possuem uma tonalidade avermelhada, já as antigas ficam esbranquiçadas.

As estrias que possuem uma coloração avermelhadas são consideradas recentes e podem apresentar discreta coceira, acompanhadas por um processo inflamatório local; já as brancas, como são mais antigas, se apresentam em uma fase crônica, com lesões atróficas lineares de aspecto cicatricial e sem evidências de inflamação.

Mas calma que nem tudo está perdido. Hoje em dia, a medicina estética está muito avançada e tem solução para quase tudo, inclusive, para as estrias. Já é possível conseguir ótimos resultados com a tecnologia.

Entre as técnicas mais procuradas para a eliminação ou atenuação dessas "marquinhas" destaca-se a carboxiterapia - tratamento estético realizado através da infusão de gás carbônico em diferentes camadas da pele.

O método já é bem antigo - usado desde 1930, na França - para o tratamento de arteriopatias e feridas e, desde as primeiras observações científicas, mostrou-se eficaz na regeneração dos tecidos e melhora da circulação sanguínea.

A fisioterapeuta dermato funcional, Thaís Rodrigues comenta que a carboxiterapia é um excelente recurso para o tratamento de estrias rubras e albas, uma vez que ela melhora a elasticidade da pele e reorganiza as fibras de colágeno e elastina, deixando a pele mais uniforme.

"A carboxiterapia por meio do trauma mecânico obtido pelas punturações da agulha, somado ao leve descolamento da pele, promovido pela infusão do gás carbônico, gera uma inflamação local que levará a um processo de reparação tecidual e aumento de fibras colágenas e elásticas", explica, ao observar que a melhora do aspecto da estria é justificada pelo fato da carboxiterapia promover o aumento da espessura da derme.

Entre os mais diversos equipamentos disponíveis no mercado, o Pluria da HTM é um dos mais eficazes e seguros.

Segundo Thaís, os resultados da "carbox" aparecem em semanas, dependendo do tipo de alteração que está sendo tratada e da sua complexidade. Além disso, a colaboração do paciente é fundamental para o sucesso do tratamento.

"Estudos mostram que aplicação da carboxiterapia apresentou importante diminuição na dimensão e coloração das estrias, independentemente do tempo de existência ou de sua coloração", pontua.

Entretanto, a especialista esclarece que os benefícios são muito mais visíveis para estrias novas, ou seja, aquelas avermelhadas. Isso porque, as estrias brancas são mais antigas e possuem fibras elásticas totalmente rompidas.

O número de sessões de carboxiterapia vai depender da quantidade de estrias e do seu tamanho, mas recomenda-se o mínimo de 10 sessões.

A fisioterapeuta observa ainda que a carboxiterapia é contraindicada em casos de insuficiência cardíaca, história de asma brônquica, além de qualquer situação de acometimento imunológico local.

Além desse cuidado, Thaís lembra que as sessões de "carbox" não devem ser realizadas durante a gravidez e nem durante a fase de amamentação, especialmente se o objetivo for tirar as estrias dos seios, pois durante o tratamento observa-se um eritema intenso, além do aumento da sensibilidade no local, podendo causar certo desconforto para a mãe durante esta fase.

O preço da sessão de carboxiterapia para estrias é de aproximadamente R$ 100.

DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade