5 eventos ao vivo

Ainda vale a pena ter uma granja de Aves?

17 mar 2017
16h54
  • separator
  • comentários

Muitos setores no Brasil crescem, enquanto outros estão com a economia estacionada. Antes de iniciar um investimento é importante saber como está a economia de qualquer setor que se deseja investir. Se você tem interesse em entrar neste ramo, preste atenção nos detalhes abaixo.

Foto: DINO

Enquanto alguns segmentos crescem como o do mercado de banho e tosa, outros segmentos não estão acompanhando este ritmo de crescimento. Para agricultores e empresários que chegaram a pensar em investir na avicultura, o investimento e a tecnologia são as palavras-chaves para esse negócio. Acompanhe a reportagem e saiba se neste mercado vale a pena empreender.

Granja de aves

A avicultura é um setor que necessita de boas instalações e equipamentos de alta produção. Além disso, para a instalação são necessárias exigências básicas e muito conhecimento do proprietário. Para os que planejam iniciar neste ramo o veterinário Marciel Rodrigo Perão (veterinário da www.abaraujo.com) alerta: "O mercado atual de aves, como o de outras carnes está passando por uma fase ruim, apesar das exportações estarem em alta, o mercado interno está muito ruim. Os custos nutricionais no ano de 2016 foram muito além do esperado".

O veterinário esclarece que este mercado está começando a se normalizar. Mas salienta que o investimento é alto: "Quanto a montagem do aviário, é um investimento em longo prazo, porém é de total importância ter como parceiro uma integradora idônea e responsável, pois só assim seu empreendimento terá sucesso e você conseguirá arcar com todos os seus compromissos".


Lucratividade na granja de aves

Para obter boa lucratividade é fundamental que os responsáveis atuem em diversas áreas. Entre as dicas estão: criar aves da mesma espécie, cuidar da higiene do local e da alimentação, atentar para a vacinação, cuidar das condições climáticas e ambientais, do abastecimento de água, coletar dados para análise, entre outros. Esses são apenas alguns dos cuidados. Outra questão é a importância da escolha de ração e a observação da procedência dos produtos veterinários. Além disto, deve-se contar com a atuação de uma equipe capacitada. Ou seja, o investimento e os cuidados são altos.

Claro que o negócio pode ser lucrativo, mas não basta apenas dinheiro para o investimento se ocorrer erros logo no início do negócio. Como salientou o veterinário Maciel, quem for investir neste ramo que faça a sua lição de casa.

DINO Este é um conteúdo comercial divulgado pela empresa Dino e não é de responsabilidade do Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade