0

Perspectiva do Outono é favorável para a lavoura de 2° safra

Perspectiva do Outono é favorável para a lavoura de 2° safra

20 mar 2017
12h10
  • separator
  • comentários

Análise das condições do tempo na última semana:

Com o retorno da chuva nesse último final de semana em grande parte das regiões produtoras do Centro-oeste, Sudeste e do Matopiba, os níveis de umidade do solo se elevaram e as condições ao desenvolvimento das lavouras de 2ª safra melhoraram muito, principalmente nas regiões do cerrado mineiro e de Goiás, onde a ausência de chuva regular e, principalmente, em bons volumes, estava deixado os produtores bastante apreensivos. Por outro lado, com o retorno do tempo mais firme em grande parte da região Sul, os produtores, principalmente os gaúchos, poderão retomar suas atividades de colheita, uma vez que as chuvas ocorridas ao longo da primeira quinzena de março atrapalharam muito essa atividade. Porém, no sul do Mato Grosso do Sul, as chuvas não foram tão volumosas e nem generalizadas, com isso, ainda há propriedades com níveis baixos de umidade, podendo gerar algumas perdas pontuais.

Foto: Climatempo

Mapa mostra um volume de chuva sobre o centro-norte do país

Mapa mostra a disponibilidade de água no solo em várias áreas

Foto: Climatempo

Previsão para os próximos dias no Brasil:

O outono começou oficialmente nesta segunda-feira, dia 20/03, as 7h29 (horário de Brasília), e a estação será marcada pelas chuvas regulares em grande parte do Brasil, possibilitando que venham ocorrer condições bastante favoráveis ao desenvolvimento das lavouras de 2ª safra. Além disso, há previsão também de que ondas de frio um pouco mais intensas venham ocorrer ao longo dessa estação.

E a primeira semana do Outono será com chuva em grande parte da região central e norte do Brasil. Após uma primeira quinzena de março com chuva sobre a metade sul do País, a chuva continua a ser registrada sobre as áreas produtoras do Mato Grosso, Rondônia, Goiás, Minas Gerais, Pará e do Matopiba. A precipitação irá manter o solo com nível razoável de umidade o que favorece o desenvolvimento das lavouras de milho, algodão e feijão, café, cana de açúcar e citros.

Porém, a mesma chuva que está sendo prevista ao longo da semana pode atrapalhar o andamento da colheita da soja, que entra na reta final, e da cana de açúcar. Mas, como são chuvas em forma de pancada, não ocorrerão perdas de produtividade e nem tão pouco de qualidade.

No Sul, a presença de uma massa de ar polar deixará o tempo aberto e frio, impossibilitando a formação de nuvens de chuva. Com isso, a semana começa sem previsão de chuva. Entre a quarta (22) e a quinta-feira (23), áreas de instabilidade poderão provocar algumas pancadas de chuva muito irregulares sobre parte da região Sul, incluindo o sul do Mato Grosso do Sul. Porém, chuvas boas e generalizadas somente na virada do mês. Até lá, só deverão ocorrer pancadas de chuva rápidas e muito localizadas. Com isso, os produtores encontrarão condições ideais para a realização da colheita do arroz, milho e soja. Por outro lado, o tempo um pouco mais seco, principalmente no sul do Mato Grosso do Sul, poderá trazer certa apreensão aos produtores de milho safrinha.

E com a presença dessa massa de ar polar, as temperaturas se manterão mais baixas, mas sem risco para ocorrência de geada. Sendo que a faixa leste das regiões Sul e Sudeste é que apresentarão as menores temperaturas. Nas próximas madrugadas, em alguns municípios, podem ser registradas temperaturas abaixo dos 10°C, principalmente em Santa Catarina e Paraná.

Foto: Climatempo

Foto: Climatempo

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade