0

RJ tem mais chuva à tarde

Pode chover forte

7 fev 2017
23h26
atualizado em 8/2/2017 às 11h35
  • separator
  • comentários

Áreas de instabilidade continuam se formando sobre o estado do Rio de Janeiro . A madrugada foi com muita chuva  na região de Magé. Entre 22h de ontem e 10h desta quarta-feira, o CEMADEN - Centro Nacional de Monitoramento e Desastres Naturais - registrou 86,7 mm na região de Mauá, 47,0 mm no Beco do Saci e 39,5 mm no Jardim Nazareno.

Chuvas moderadas caíram sobre Petrópolis na região serrana fluminense. No mesmo período choveu cerca de 30 mm na região da Independência e 26 mm na região da rua Araruama.

Na cidade do Rio de Janeiro, o CEMADEN registrou 26,4 mm na região do CIEP Dr João Ramos de Souza, na ilha do Governador.

Foto: Climatempo

Uma frente fria se afasta no mar, ao largo do litoral sul do Rio de Janeiro, mas ainda ajuda a formar áreas de instabilidade sobre o estado nesta quarta-feira. Os ventos marítimos da massa polar desta frente fria levam maior dose de umidade do mar para continente. A atmosfera mais úmida vai facilitar a formação de nuvens de chuva.

Pancadas de chuva com raios voltam a ocorrer especialmente na tarde e noite desta quarta-feira em todas as regiões do estado do Rio. Pode chover forte, embora a chuva não aconteça de forma generalizada e nem se prolongue por muitas horas.

As condições para chuva no estado do Rio de Janeiro ainda são relativamente altas até a sexta-feira.

As condições para chuva aumentam também na região de Maricá

Foto: Climatempo

Esse fluxo de umidade do mar influenciar especialmente o centro-sul do estado do Rio de Janeiro, incluindo oe a Região Serrana. Mas . O Norte e o Noroeste Fluminense são mais afetados por estas áreas de instabilidade.

Foto: Climatempo

Ventos frescos

Os ventos de origem polar chegam ao centro-sul do Rio de Janeiro nesta quarta-feira, mas com fraca a moderada intensidade. Estes ventos frescos combinados com a grande quantidade nuvens e as pancadas de chuva causam uma ligeira queda da temperatura, mas a sensação ainda é de abafamento.

Climatempo

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade