0

Explosão de cratera do vulcão Etna deixa dez turista feridos

16 mar 2017
11h40
atualizado às 16h02
  • separator
  • comentários

Dez pessoas ficaram feridas nesta quinta-feira após a explosão em uma cratera do vulcão Etna, na ilha da Sicília, no sul da Itália, afirmou a Defesa Civil.

A explosão aconteceu quando a lava entrou em contato com um bloco de neve que tapava a cratera.
A explosão aconteceu quando a lava entrou em contato com um bloco de neve que tapava a cratera.
Foto: iStock

Os feridos são turistas que estavam visitando um das crateras da encosta sudeste do vulcão a 3.200 metros de altitude e sete deles foram transferidos aos hospitais de Catânia e de Acireale.

Cerca de 30 pessoas estavam perto da cratera na hora da explosão. Entre elas havia alguns estrangeiros, como três alemães e três ingleses, um deles repórter da emissora "BBC".

Outro é o vulcanólogo do Instituto Nacional de Geofísica e Vulcanologia da Itália (INGV), Boris Behncke, que disse no Facebook ter sofrido alguns cortes na cabeça. Na rede social, ele descreveu a explosão como "espantosa e espetacular ao mesmo tempo".

Os feridos sofreram contusões pelos impactos das pedras que voaram na hora da explosão. As lesões de maior gravidade são um cotovelo quebrado e um traumatismo craniano, segundo a imprensa local. A explosão ocorreu após o contato da lava com um bloco de neve que tampava a cratera.

Monte Etna expele lava às alturas na Itália

O INGV controla constantemente a evolução dessa nova fase de erupção do Etna, que começou há dois dias. Os municípios próximos estão em alerta amarela pela atividade consistente do vulcão, que está, segundo os especialistas, em "potencial estado de desequilíbrio".

O órgão divulgou imagens nas quais é possível ver as explosões de lava e de cinza em uma cratera da encosta sudeste do vulcão, que chegam a atingir 200 metros de altura.

O aeroporto de Catânia informou que por causa das altas colunas de cinzas decidiu reduzir o número de pousos até às 9h locais de amanhã (5h em Brasília), enquanto as decolagens seguem normais.

O Etna, que com seus 3.322 metros de altura é o vulcão mais ativo da Europa, está situado na parte oriental da ilha da Sicília, entre as províncias de Messina e Catânia, e sua última erupção ocorreu em 28 de fevereiro.

Vulcão Etna, na Itália, entra em erupção

EFE   

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade