8 eventos ao vivo

Senado elege Mesa Diretora com Marta Suplicy para 1ª vice

1 fev 2011
18h30
atualizado às 18h51
Claudia Andrade
Direto de Brasília

O Senado elegeu nesta terça-feira a composição da Mesa Diretora da Casa. A senadora Marta Suplicy (PT-SP) foi eleita para a primeira-vice-presidência e a segunda vice ficou com Wilson Santiago (PMDB-PB). A primeira secretaria será comandada por Cícero Lucena (PSDB-PB), a segunda secretaria por João Ribeiro (PR-TO), o terceiro secretário será João Vicente Claudino (PTB-PI) e Ciro Nogueira (PP-PI) será o quarto secretário.

Marta Suplicy chega ao Congresso Nacional para tomar posse como senadora
Marta Suplicy chega ao Congresso Nacional para tomar posse como senadora
Foto: Cláudia Andrade / Terra

Os nomes foram aprovados por 71 votos a favor, quatro votos contrários e uma abstenção. Os suplentes serão decididos em reunião marcada para o início da tarde desta quarta-feira. Antes da votação, o senador Demóstenes Torres (DEM-GO) questionou a decisão do PT de fazer um rodízio entre seus senadores, tanto na primeira-vice-presidência da Casa como no comando da Comissão de Assuntos Econômicos. Desta forma, Marta Suplicy teria de renunciar após um ano no cargo a favor de José Pimentel (CE).

"Eu estou querendo evitar representações contra esses quatro ilustres senadores", disse Demóstenes, referindo-se também aos nomes cogitados para a CAE dos petistas Delcídio Amaral (MS) e Eduardo Suplicy (SP). "Algumas coisas são indissociáveis. Não podemos fazer cingir esse mandato", afirmou o senador do DEM.

O questionamento foi descartado pelo líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE). Ele ponderou que não há como questionar um acontecimento previsto para o futuro. "O que há de concreto hoje é que vamos apresentar o nome da senadora Marta Suplicy para a primeira-vice-presidência".

Sarney preside o Senado pela 4ª vez


O ex-presidente da República José Sarney (PMDB-AP) foi reeleito, nesta terça-feira, presidente do Senado e, em seu discurso de vitória, afirmou que vai se esforçar para fazer a melhor administração de sua vida, "porque será a última", apesar de não ter desejado o cargo inicialmente.

"Não desejava o cargo, dele não pude fugir", disse Sarney, que se emocionou ao falar que será seu mandato de despedida. "Vou me esforçar para fazer a melhor administração que já fiz, até porque será a última (...) Tenho nesta posse o gosto da despedida. Esta casa que é um pouco de minha vida e um pouco de meu amor".

Sarney disse que iniciará seu quarto mandato como presidente do Senado buscando uma integração maior com as redes sociais, como continuidade de seus feitos que, segundo ele, contribuíram para a modernização do Congresso. "O Parlamento hoje tem que acompanhar as informações em tempo real, e todas as suas consequências", afirmou. "Se perdermos o contato com a realidade, nossa representatividade pode se esvair em um instante".

Fonte: Terra

compartilhe

publicidade
publicidade