0

"Impeachment está próximo”, diz líder do Vem Pra Rua

Chequer destaca a fragilidade da presidente como uma oportunidade para selar seu destino: “Ela está isolada até por seu partido”

4 mar 2016
15h36
atualizado às 18h28
  • separator
  • comentários

O fim está próximo. Pelo menos, no que se refere à permanência de Dilma Rousseff no Palácio do Planalto. A avaliação é de Rogério Chequer, líder do Movimento Vem Pra Rua, um dos mais importantes grupos de mobilização popular em atos contra o governo Dilma. “Já existem fatos suficientes para justificar o impeachment”, afirmou a O Financista.

Chequer: "as verdades estão vindo à tona"
Chequer: "as verdades estão vindo à tona"
Foto: YouTube/TV Cultura/Reprodução / O Financista

Diante do volume e da importância das denúncias divulgadas nesta semana, no âmbito da Operação Lava Jato, Chequer não tem dúvidas de que as manifestações marcadas para 13 de março serão decisivas para pressionar o Congresso a encaminhar rapidamente o processo. “As verdades estão vindo à tona”, disse, referindo-se à publicação de trechos da delação do senador Delcídio do Amaral (PT-MS) pela revista IstoÉ, e à nova fase da Lava Jato, a Aletheia, lançada nesta sexta-feira (4).

Chequer também destaca a fragilidade da presidente como uma oportunidade para selar seu destino. “Ela está isolada até por seu partido”, diz. “As instituições estão funcionando.”

O Financista Todos os direitos reservados

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade