PUBLICIDADE

Lava Jato: "estou cagando e andando", diz político listado

Vice-governador da Bahia afirmou que não tem culpa e chamou os envolvidos no esquema de "cornos". No Facebook, o político foi mais contido

7 mar 2015 16h48
| atualizado às 16h49
ver comentários
Publicidade
"Estou cagando e andando, no bom português, na cabeça desses cornos todos", disse o político
"Estou cagando e andando, no bom português, na cabeça desses cornos todos", disse o político
Foto: Facebook / Reprodução

O vice-governador da Bahia, João Felipe de Souza Leão (PP), disse, na noite desta sexta-feira (06), que está "cagando e andando" para o fato de ter seu nome citado na lista dos políticos que serão investigados por suspeita de envolvimento no esquema de corrupção na Petrobras. A lista, que conta com 47 nomes, foi divulgada nesta sexta-feira.

"Estou cagando e andando, no bom português, na cabeça desses cornos todos. Sou um cara sério, bato no meu peito e não tenho culpa", afirmou o vice-governador, em uma nota divulgada pelo jornal Folha de S. Paulo, neste sábado.

Deputados batem boca na CPI da Petrobras:

No Facebook, o político foi mais contido. "Estou triste, estou surpreso e ao mesmo tempo forte para iniciar esta luta: sou inocente e vou provar. Eu acredito em Deus e na Justiça", escreveu João Leão, em um comunicado oficial à imprensa e ao público. 

 

A procuradoria-geral da República afirma que João e outros políticos recebiam uma espécie de "mensalão" da Petrobras, com pagamentos mensais a partir de propinas cobradas de contratos com a estatal. Cinco partidos estariam envolvidos no esquema: PP (32), PMDB (7), PT (7), PSBD (1) e PTB (1).

Confira a íntegra da nota divulgada pela Folha de S.Paulo:

"Estou tão surpreso quanto tantos outros,não sei porque meu nome saiu. Nem conhecia esse povo. Acredito que pode ter sido por ter recebido recursos em 2010 das empresas que estão envolvidas na operação. Mas, botar meu nome numa zorra dessas? Não entendo. O que pode ser feito é esperar ser citado e me defender. Estou cagando e andando, no bom português, na cabeça desses cornos todos. Sou um cara sério, bato no meu peito e não tenho culpa. Segunda-feira vou para Brasília saber porque estou envolvido [...] Recebi recursos da OAS [em 2010] mas quem recebeu recursos legais, na conta legal, tem culpa?"

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade