0

Espanha tenta atrair brasileiros com seu sistema educacional

13 mar 2017
22h17
  • separator
  • comentários

Rio de Janeiro, 13 mar (EFE). - Aproximadamente, 5 mil pessoas, de acordo com os organizadores, conheceram nesta segunda-feira as ofertas de mais de 30 universidades, escolas de idiomas e instituições de educação superior espanholas, na primeira feira espanhola de educação realizada no país.

Organizada pelo Escritório de Educação da Embaixada da Espanha no Brasil e pelo Serviço Espanhol para Internacionalização da Educação (Sepie), a "1ª Feria Estudiar en España" teve uma edição em São Paulo - no último sábado -, e hoje aconteceu no Instituto Cervantes do Rio de Janeiro.

O conselheiro de Educação da Embaixada da Espanha no Brasil, Álvaro Martínez-Cachero, disse à Agência Efe que a intenção do vento é divulgar o que Espanha oferece no âmbito educacional e ressaltou o que a oferta é voltada a um grande público-alvo.

"Preferimos que seja um perfil amplo. Desde pessoas com 16 anos, que estão começando a formação universitária, até gente de 40, que pode estar interessada em uma pós-graduação na Espanha", explicou.

Segundo Martínez-Cachero, no quesito educação, a "Espanha tem qualidade mais do que aceitável, preços muito competitivos no panorama internacional e questões como qualidade de vida, segurança e saúde, que são muito apreciadas".

A jovem Thainá achou a proposta o evento interessante e disse que conseguiu ter as informações que precisava.

"Vim em busca de bolsas e para saber mais sobre as áreas de estudo. Tenho professores e familiares que estudaram na Espanha e todos me falaram muito bem", contou.

Já Fabricio veio à feira para entender os trâmites para estudar na Espanha e conhecer as universidades.

"Toda a minha família é da Espanha, por isso eu tenho grande interesse em estudar lá", disse.

Conforme estimativas oficiais, cerca de 5 mil brasileiros estudam em universidades espanholas. As instituições mais procuradas são as de Madri e de Barcelona, seguidas das de Salamanca. Segundo a embaixada da Espanha no Brasil, os cursos mais disputados são os de Letras, embora também exista interesse pelos de arquitetura, direito, jornalismo, engenharia, ciências ambientais, biomedicina, ciências agrárias e administração.

Os focos dos brasileiros que pretendem estudar na Espanha são os programas de mestrado e doutorado 'sanduíche' (metade no Brasil e metade no exterior).

De acordo com a organização, a ideia é que a feira tenha outras edições e se amplie para cidades como Brasília, Belo Horizonte, Porto Alegre e Recife.

EFE   

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade