PUBLICIDADE

Chamado de biruta, Serra diz que não vai pegar no pé de Dilma

21 abr 2010
21h30 atualizado às 22h07
21h30 atualizado às 22h07
Publicidade
Marcela Rocha
Direto de São Paulo

O pré-candidato do PSDB à presidência da República, José Serra, afirmou que achou graça no comentário de sua adversária petista, a ex-ministra da Casa Civil Dilma Rousseff, que o chamou de "biruta de aeroporto". "Eu realmente não vejo necessidade de ficar pegando no pé", afirmou o tucano em conversa com jornalistas após gravar entrevistas no SBT em São Paulo nesta quarta.

Na gravação do programa que vai ao ar nesta quinta-feira pela manhã, Jornal do SBT Manhã, Serra foi questionado sobre a dificuldade de combater um presidente com 80% de aprovação. Prontamente, respondeu que, antes das convenções partidárias, ainda não é candidato. Em seguida, pontuou que não está "entrando na campanha para combater ninguém, nenhum governo. Estou entrando para combater e apontar soluções para problemas do País".

De malas prontas para o Rio Grande do Norte, para onde embarca ainda na noite desta quarta, Serra voltou a negar que esteja em campanha, e chegou a questionar a Legislação brasileira que obriga os candidatos a deixarem seus cargos em abril, mas só libera a campanha a partir de junho.

Serra também reiterou que seu correligionário Aécio Neves será candidato ao Senado por Minas Gerais e tentou novamente afastar as especulações de que o ex-governardor mineiro poderia ser candidato a vice em uma chapa puro-sangue. "Vamos trabalhar juntos. Ele (Aécio) vai para o Senado."

"Biruta de aeroporto"
Dilma criticou, nesta segunda-feira, alguns comentários de Serra e disse que o tucano é como uma "biruta de aeroporto". Na manhã, em Minas Gerais, Serra fez críticas à gestão petista após alguns dias elogiando conquistas do governo Lula.

Questionada se seu adversário era "lobo em pele de cordeiro", como ela própria já havia classificado seus oponentes, Dilma ironizou: "está mais para biruta de aeroporto. Está cada dia de um jeito".

Fonte: Terra Magazine
Publicidade