PUBLICIDADE

Cardozo identifica quem é quem nos '3 porquinhos' de Dilma

19 nov 2010
14h18 atualizado às 15h19
14h18 atualizado às 15h19
Publicidade
Claudia Andrade
Direto de Brasília

Cícero é José Eduardo Cardozo, Prático é Antonio Palocci e Heitor é José Eduardo Dutra. Essa foi a definição dada por Cardozo, a respeito da declaração de Dilma Rousseff de que seus coordenadores de campanha - que agora integram o grupo de transição - são os "três porquinhos".

"Ficamos pensando o que tem em comum entre nós além da barriga", divertiu-se Cardozo, antes de apontar a "identidade" de cada um. O apelido de "três porquinhos" foi revelado pela própria Dilma, durante discurso nesta sexta-feira, na abertura de um encontro do Diretório Nacional do PT, em Brasília. Dilma lembrou que não foi ela quem inventou o apelido, mas que ele facilitava a identificação do trio.

"Os três porquinhos foram muito bem sucedidos na coordenação da minha campanha. Encontrei neles companheiros de todas as horas. Sem abrir mão da importância de outras lideranças aqui presentes, quero dirigir a eles meu agradecimento especial", disse a presidente eleita, arrancando risos dos militantes.

Na história dos 3 porquinhos, Cícero foi o que construiu uma cabana de palha, Heitor levantou uma casa de madeira e Prático construiu uma casa de cimento e tijolos, a única que resistiu às investidas do lobo mau.

 presidente eleita Dilma Rousseff (PT) fez um breve discurso no diretório nacional do PT, em Brasília
presidente eleita Dilma Rousseff (PT) fez um breve discurso no diretório nacional do PT, em Brasília
Foto: Antonio Cruz / Agência Brasil
Fonte: Redação Terra
Publicidade