PUBLICIDADE

Ação resgata 52 trabalhadores em regime de escravidão no PA

1 fev 2012 21h35
| atualizado às 22h06
Publicidade

Ação realizada por fiscais do Grupo Especial de Fiscalização Móvel (GEFM) no município de Tailândia (PA) resgatou 52 empregados de três fazendas que trabalhavam em situação de escravidão. O Ministério do Trabalho informou, em comunicado, que entre os resgatados havia quatro menores, uma garota de 15 anos e três meninos, de 13, 14 e 16 anos.

Os trabalhadores viviam com seus filhos em sete acampamentos instalados nas propriedades. Os empregados receberam R$ 168,9 mil em verbas rescisórias. Foram emitidas 15 carteiras de trabalho, lavrados 24 autos de infração e apreendidas 11 armas.

No ano passado, as autoridades brasileiras recuperaram 2.271 pessoas que trabalhavam em condições degradantes em 158 operações. Ao todo, foram aplicados R$ 5,4 milhões em multas.

Foram denunciadas ao Ministério do Trabalho 294 empresas por utilizarem práticas análogas à escravidão. A lista é de acesso livre e as companhias incluídas nela não podem solicitar crédito em bancos públicos. Várias indústrias, associações de supermercados e de exportadores utilizam a lista para restringir a comercialização de produtos dessas empresas.

EFE   
Publicidade