7 eventos ao vivo

1882: Rockefeller funda império petrolífero

2 jan 2016
09h53
  • separator
  • comentários

Em 2 de janeiro de 1882, o multimilionário americano John D. Rockefeller fundava a Standard Oil Trust, na qual reuniu 40 empresas de petróleo e marcou início de seu império petrolífero.

John Davison Rockefeller, o patriarca da família que dominou o mercado petrolífero nos Estados Unidos por mais de um século, nasceu em Richford, no Estado de Nova York, em 8 de julho de 1839. Sua formação profissional era de contabilista. Juntamente com Samuel Andrews, inventor de um processo de refinamento de óleo bruto, Rockefeller fundou sua primeira empresa em 1862.

Quatro anos depois, a 2 de janeiro 1866, construiu uma segunda refinaria de petróleo. Com isso, estabeleceu as bases para a expansão dos negócios petrolíferos da família. Em 1870, John D. Rockefeller fundou a Standard Oil Company of Ohio: três anos depois, todas as refinarias de petróleo do Estado de Ohio pertenciam a sua empresa.

Em 1882, constituiu a Standard Oil Trust. Empregando em parte métodos considerados ilícitos, conseguiu o controle de 95% de todo o setor petrolífero dos Estados Unidos. A partir daí, começou a diversificar suas atividades, adquirindo participações em empresas industriais e de mineração.

Autoridades antitruste impõem desmembramento

Em 1892, a Suprema Corte de Ohio declarou ilegal o monopólio conquistado pela Standard Oil Trust e impôs um desmembramento da empresa. A medida só foi concretizada, porém, em 1899: a principal empresa sucessora, a Standard Oil of New Jersey, foi presidida pelo patriarca da família até 1911, quando teve de ser novamente desmembrada, em consequência de um segundo processo antitruste.

A partir de 1926, a Standard Oil of New Jersey passou a denominar-se Esso, nome que ainda conserva em muitos dos 80 países em que atua. Nos Estados Unidos, a empresa passou a chamar-se Exxon a partir de 1972. Do desmembramento imposto em 1911 pela Suprema Corte dos Estados Unidos, surgiu também a Standard Oil do Estado de Indiana, que, a partir de 1962, adotou o nome American International Oil Company (Amoco) e atua em 40 países.

Filantropia do homem mais rico do mundo

No auge da sua carreira de negócios, a fortuna pessoal de John D. Rockefeller foi avaliada em quase 1 bilhão de dólares: ele se tornara o homem mais rico do mundo. A partir de 1911, Rockefeller encerrou a participação ativa nos negócios da família, passando a dedicar-se exclusivamente a atividades filantrópicas.

Em 1913, criou a Fundação Rockefeller, com sede em Nova York, a qual, segundo seus estatutos, deve "servir à humanidade". Ela é ainda hoje uma das maiores fundações privadas dos Estados Unidos, e atua internacionalmente fomentando trabalhos científicos e obras caritativas. Dos 550 milhões de dólares que John Davison Rockefeller destinou a obras filantrópicas, a Fundação Rockefeller recebeu mais de 241 milhões.

John D. Rockefeller faleceu em Ormond Beach, na Flórida, em 23 de maio de 1937.

Deutsche Welle A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade