Guia de profissões


 
A
B C D E F G H J L M N O P R T V

Artes Visuais

O ditado é verdade: um bom artista se faz com 10% de inspiração e 90% de transpiração. É bem verdade que sem aquele dom natural, fica difícil. "Se o candidato não tiver talento para as artes plásticas, nem terá a chance de passar no vestibular", admite o coordenador do curso de Artes Visuais da Unesp, Omar Khuri. Isso porque os cursos na área costumam exigir um teste de aptidão antes das provas tradicionais de vestibular. Mas além de sua inata capacidade, você vai precisar de disposição para enfrentar os quatro anos de curso. Além das aulas de pintura, desenho e linguagem corporal, há disciplinas como história da arte, teoria da comunicação, psicologia, sociologia...

Mercado - Nem só de pintores vive a profissão. Conforme o professor Omar Khuri, além de artistas plásticos, os profissionais das Artes Visuais podem também exercer outras funções que careçam de sensibilidade artística, como diagramadores, designers gráficos, fotógrafos e ilustradores. "Com a licenciatura, também formamos professores que exercerão a docência nos Ensinos Fundamental e Médio", lembra.

Não há um piso definido para a profissão. Se o egresso for exercer a docência, o salário variará bastante, dependendo da escola em que for trabalhar: se da rede pública ou privada. "Um artista, em começo de carreira, ganha mal, mas é norteado pela ambição artística ¿ e a coisa não foi diferente para Matisse ou Picasso!", brinca Khuri.

É pra você? - É preciso alguma aptidão para as artes. Sensibilidade, criatividade, vontade de aprender mais e dedicação completam o perfil do profissional de Artes Visuais. "O campo é difícil, mas essencial para o País que, melhorando como um todo, oferecerá mais chances aos que vierem dessa formação. Trata-se, antes de tudo de arte. Portanto, há a exigência de algum talento para a coisa. É, eu diria, uma questão de vocação", comenta o professor da Unesp.

O que vem por aí - Khuri comenta que há diversas novas áreas de atuação para o artista visual. "O egresso poderá, também, trabalhar com pesquisa, fazer trabalho técnico em ateliês, monitoria, lidar com arte-educação, restauro e museologia - para isto, devendo fazer curso extra de especialização -, vídeo-arte...", enumera.

Diferencial - Para se destacar na faculdade, o coordenador do curso da Unesp aconselha muito empenho. "É importante viver a universidade, aproveitar o tempo e o espaço para a práxis artística e para a reflexão", afirma.

  • Imprima esta notícia
  • Envie esta notícia por e-mail

Busca

Busque outras notícias no Terra: