Guia de profissões


 
A B C D E F G H
J
L M N O P R T V

Jogos Digitais

Você é maníaco por games. Passa o dia - e a noite - às voltas com jogos no PC ou no console. Então, por que não ganhar a vida com isso? Sua praia pode ser a faculdade de Jogos Digitais, criada sob medida para quem quer desenvolver games. Mas não se iluda achando que o curso vai ser uma extensão da lan house. "O que o aluno menos vai fazer é jogar, mas sim estudar pra caramba", avisa o coordenador executivo do curso tecnológico de Jogos Digitais da Unisinos, João Ricardo Bittencourt. Para mandar bem na faculdade, que dura três anos na universidade gaúcha, é preciso dedicação: as aulas incluem áreas complexas como computação gráfica e inteligência artificial, além de conhecimentos de roteiro, game design, modelagem 3D e técnicas de criatividade.

Mercado - A indústria dos games está em expansão, o que tem garantido emprego para a turma que se forma na área. "Mais de 30% dos nossos alunos formados estão atuando diretamente com jogos digitais. Outra parte está viajando para o exterior para aprimorar conhecimentos e uma terceira atuando como programador em empresas de software", enumera Bittencourt, ele próprio sócio de uma empresa desenvolvedora de games.

Quem se forma no curso de Jogos Digitais atua como projetista e desenvolvedor de tecnologias computacionais para serem aplicadas em jogos. "Qualquer empresa que produza software que necessite de visualização 2D ou 3D, uma interface gráfica mais interativa e lúdica, poderá contar com o profissional da área", diz o professor. O salário inicial gira em torno de R$ 1,8 mil, afirma Bittencourt.

É pra você? - A primeira condição para desenvolver bons games é - claro - curtir o universo dos jogos. "O profissional deve ser apaixonado por games e toda a cultura gamer, RPG, anime, mangá, cinema...", cita o professor da Unisinos. Também é importante ser bom em matemática, que é a base da programação de computadores, além de ser criativo. Dominar o inglês é essencial.

O que vem por aí - Uma área de atuação que vem crescendo é o desenvolvimento de games para web em agências digitais, voltados para a publicidade. O profissional também pode atuar em empresas que desenvolvam aplicativos de simulação e visualização, como por exemplo, criação de softwares para arquitetura.

Diferencial - Conforme o professor da Unisinos, o aluno que deseja se destacar na faculdade deve levar o curso a sério. "Não é um curso que ensina a jogar, mas a desenvolver jogos", avisa. É fundamental criar um portfólio sólido: aproveite bem as disciplinas para desenvolver pequenos jogos. "Mostrar o que fez durante a faculdade - games que produziu, estágios que realizou na área, congressos/seminários de que participou, tudo isto vai compor um excelente currículo para encontrar grandes oportunidades", ensina.

  • Imprima esta notícia
  • Envie esta notícia por e-mail

Busca

Busque outras notícias no Terra: