1 evento ao vivo

SP anuncia 1ª morte por gripe; menina é 2ª vítima no País

10 jul 2009
15h39
atualizado às 22h00

A Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo anunciou nesta tarde a primeira morte por gripe suína no Estado. A menina tinha 11 anos e morreu no dia 30 de junho, em Osasco, após seis horas de internação na emergência de um hospital privado.

» Governo federal libera R$ 2 mi mensais ao RS
» Sem casos, cidade do RS retoma aulas

O anúncio confirma a segunda morte pela nova gripe no Brasil. A primeira aconteceu no Rio Grande do Sul. Segundo o secretário da Saúde, Luiz Roberto Barradas Barata, a menina apresentou os primeiros sintomas no dia 28. No dia 29 de junho, ela registrou febre de 39ºC, tosse, dores no corpo e vômito, mas os exames realizados foram para diagnosticar suspeita de. Após sua morte, o atestado de óbito da causa da morte foi uma parada cardíaca por septicemia - infecção generalizada.

O irmão da vítima, de 7 anos, também foi diagnosticado com a gripe suína, mas seu quadro era leve. Ele foi internado no dia 1º de julho no Hospital Emílio Ribas, mas já foi liberado para internação domiciliar.

"Se o irmão não tivesse pegado gripe suína, não saberíamos que ela tinha morrido por gripe", afirmou Barradas, explicando que o exame da gripe suína em sua irmã foi após a morte e realizado apenas após a confirmação da doença no menino.

O secretário isentou o hospital de responsabilidade e atribuiu a morte a uma fatalidade. "Na minha opinião, foi feito todo o possível pela menina", afirmou. Ainda de acordo com Barradas, a vítima teve um quadro de antavirose quando tinha 3 anos e pode ter ficado predisposta em função desta doença.

O secretário afirmou que não há risco de contaminação no colégio da menina, porque a escola pública onde ela estudava está em férias. Barradas afirmou que há 13 casos notificados na região de Osasco e seis na cidade.

O pai da menina, de 57 anos, segue internado e a mãe está em isolamento domiciliar, com sintomas leves da gripe.

Casos no Brasil
Nesta sexta-feira, foram confirmados 52 novos casos de infecção, nos Estados de São Paulo (13), Minas Gerais (11), Rio Grande do Sul (11), Rio de Janeiro (nove), Pará (três), Tocantins (três), Alagoas (um) e Pernambuco (um). Dois casos do Paraná foram excluídos por erro no preenchimento do banco de dados.

Com as atualizações, o Brasil registra 1.027 casos confirmados da doença. Esses casos são o resultado acumulado desde as primeiras notificações no País, em 8 de maio. A quase totalidade desses pacientes recebeu alta ou está em processo de recuperação.

Fonte: Redação Terra
publicidade