2 eventos ao vivo

Rebeldes líbios dizem ter matado pelo menos 19 soldados de Kadafi em Benghazi

19 mar 2011
09h31

Os combatentes rebeldes líbios afirmaram neste sábado que mataram pelo menos 19 membros das forças leais ao líder Muammar Kadafi na cidade de Benghazi, reduto do Conselho Nacional Transitório (CNT), informou a rede televisiva "Al Jazeera".

Segundo a emissora, os rebeldes também capturaram um número não determinado de seguidores de Kadafi no ataque que as forças de Trípoli realizam em Benghazi, segunda maior cidade do país.

Os rebeldes também conseguiram deter o avanço das forças de defesa líbias nos arredores da cidade e apreenderam grande quantidade de material militar, disseram testemunhas à emissora.

Entre as armas confiscadas há, segundo os rebeldes, sete tanques e sete lança-mísseis, depois que outros veículos militares foram destruídos.

O rebelde Sala Mejdoub reiterou à "Al Jazeera" que os rebeldes conseguiram organizar fileiras e lançaram ataques contra as forças de Kadafi, às quais causaram danos significativos.

Ele ressaltou que os opositores ao líder líbio também controlam as principais rotas e acessos a Benghazi e tomaram posições em todos os bairros da cidade.

Mustafá Abdel Jalil, presidente do Conselho Nacional Transitório, confirmou em declarações à "Al Jazeera" que os rebeldes conseguiram repelir a ofensiva das forças de Kadafi.

Ele desmentiu uma informação divulgada pela televisão oficial da Líbia segundo a qual o ex-ministro do Interior e atual chefe das forças armadas rebeldes, Abdul Fatah Younis, tinha aderido ao regime de Trípoli.

Segundo Abdel Jalil, Younes dirige atualmente as operações de resposta dos rebeldes em Benghazi.

EFE   

compartilhe

publicidade
publicidade