0

Primos de menina que morreu de gripe suína estão com a doença

14 jul 2009
19h31
atualizado às 20h44

Três primos da menina que morreu no dia 30 de junho, em um hospital particular de Osasco (SP), com o vírus Influenza (H1N1), também foram contaminados pela gripe suína. A informação foi confirmada nesta terça-feira pela prefeitura da cidade.

Além dos primos, o pai, a mãe e o irmão também foram contaminados. A mãe e o irmão passam bem e já estão em casa, mas o pai continua internado no Instituto de Infectologia Emílio Ribas.

Na semana passada, a Secretaria do Estado de São Paulo informou que a menina apresentou sintomas como febre, vômito e dor abdominal no dia 28 de junho. No dia seguinte, ela teve febre de 39°C, tosse e dores no corpo.

No dia seguinte, foi levada pelos pais ao hospital, onde chegou com sinais de choque séptico, problema caracterizado pela redução da circulação sanguínea, provocada por infecção bacteriana.

A menina, de 9 anos de idade, foi internada da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital, onde teve uma parada cardiorrespiratória e morreu. O diagnóstico do vírus só foi confirmado depois da morte dela, quando pessoas da família começaram a apresentar os sintomas da gripe. Ainda não foi determinado como a menina contraiu a doença.

Até esta segunda-feira, um boletim no site da Secretaria de Saúde informava o registro de 457 casos de gripe suína no Estado. Desse total, cinco pacientes continuavam internados.

Mortes
Nesta terça-feira foi confirmada a segunda morte causada por gripe suína em São Paulo, a quarta registrada no País.

Um homem de 28 anos morreu no último dia 10 de julho em Botucatu, no interior do Estado. Segundo a Secretaria da Saúde, a suspeita é de que ele teve contato com pessoas infectadas procedentes da Argentina e do Chile.

Os outros dois casos foram registrados no Rio Grande o Sul. Um caminhoneiro de 29 anos morreu após contrair o vírus na Argentina; e um menino de 9 anos, morador de Sapucaia do Sul (RS), morreu no último dia 5.

Agência Brasil Agência Brasil
publicidade