São Paulo

Notícias por email

São Paulo

Segunda, 1 de janeiro de 2007, 17h40 

Serra chora em discurso e reitera oposição a Lula

Vagner Magalhães
Direto de São Paulo
Busca
Saiba mais na Internet sobre:
Faça sua pesquisa na Internet:

O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), reiterou na tarde desta segunda-feira que fará uma oposição responsável ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). "Não fomos, não somos nem seremos adeptos do 'quanto pior melhor'. Seremos oposição no plano federal jestamente porque não somos iguais", afirmou em seu discurso após no Palácio dos Bandeirantes, onde recebeu o cargo de Cláudio lembo (PFL).

» Veja mais fotos das posses

Serra encerrou o discruso declarando que vai "governar São Paulo voltado para o Brasil". Sob os aplausos do público, o tucano chorou.

Serra recebeu de Lembo a bandeira do Estado, que simboliza a transmissão do cargo de governador. Não existe uma faixa, como na cerimônia de posse presidencial.

Em seu discurso de despedida, Lembo lembrou do momento mais complicado do seu curto governo: os ataques comandados pela facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC), em maio do ano passado. Lembo assumiu o governo de São Paulo quando o tucano Geraldo Alckmin deixou o cargo para disputar a presidência.

Alckmin compareceu à cerimônia ao lado do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB).

Redação Terra