Notícias » Popular » Popular

 Sátira da evolução quer espaço em escolas nos EUA
31 de março de 2006 19h51 atualizado em 03 de abril de 2006 às 09h06

Comentários
 
Culto defende que Montro-Spaghetti voador criou o universo, a Terra e todas as criaturas Foto: Divulgação

Culto defende que Monstro-Spaghetti voador criou o universo, a Terra e todas as criaturas
Foto: Divulgação

Um culto que satiriza a teoria da criação como origem da vida está lutando por espaço nas aulas de ciência das escolas americanas. Os seguidores do Pastafarianismo defendem que o mundo teria sido criado por um Monstro-Spaghetti voador, e que o aquecimento global estaria relacionado ao desaparecimento dos piratas ao longo dos últimos dois séculos.

  • Veja mais fotos do monstro

    O que começou com uma simples carta enviada ao conselho de educação do estado do Kansas, hoje ganha milhares de adeptos através da Internet e foi destaque na revista Scientific American e em jornais como o New York Times e o Chicago Sun-Times.

    Bobby Henderson, físico e profeta do Pastafarianismo, lançou a Igreja no ano passado quando enviou uma carta defendendo que a sua teoria também deveria ser ensinada nas aulas de ciência ao lado da teoria da evolução e do design inteligente. Na época, o conselho de educação do Kansas havia aprovado o ensino de teorias alternativas à evolução nas escolas do estado, voto que foi considerado uma vitória para os defensores do criacionismo e do design inteligente.

    A teoria do design inteligente defende que o mundo é complexo demais para ter simplesmente evoluído, e que ele só poderia ter sido criado por alguma inteligência superior. Embora revestido de argumentos modernos, o DI é considerado por muitos cientistas uma versão nova do criacionismo bíblico, segundo o qual o mundo foi feito em sete dias, exatamente como descrito no livro do Gênesis.

    Em sua carta, Henderson, 25 anos, dizia vislumbrar um dia em que as três teorias poderiam ter igual destaque nas aulas de ciência, "um terço do tempo para o design inteligente, um terço para o Monstro-Spaghetti voador, e um terço para conjecturas lógicas baseadas em uma quantidade imensa de evidência observável."

    Apesar de ser pura brincadeira, muitos pesquisadores reconhecem que a existência do monstro-spaghetti voador teria tanto, ou até mais, fundamento científico do que o design inteligente, teoria que já está sendo ensinada em algumas escolas dos EUA. O principal argumento dos adeptos do DI e do criacionismo é que a ciência não tem provas da inexistência de um criador inteligente. Henderson argumenta que também não existem provas inegáveis da inexistência do Monstro.

    "Claramente essa teologia é um absurdo, mas nada mais absurda que o design inteligente," disse Stephen Unwin, autor do livro A Probabilidade de Deus, ao jornal USA Today.

    Entre as crenças do Pastafarianismo estão que um "monstro-spaghetti voador" criou o universo, a Terra e todas as criaturas, e que fósseis de dinossauros foram escondidos debaixo da terra apenas para enganar a humanidade.

  • Redação Terra