Jornais publicam notícias falsas em 1º de Abril

02 de abril de 2006 • 16h55 • atualizado às 16h55

Jornais de diversos países da Europa celebraram o 1º de Abril publicando matérias falsas, na maioria dos casos com temas cômicos ou relatando situações absurdas.

Uma notícia do Daily Mail britânico disse que o primeiro ministro Tony Blair havia trocado a cor da porta do seu gabinete, tradicionalmente preta, por um "vermelho socialista", para manter a coerência com a ideologia de seu partido, o Trabalhista. O Times, do mesmo país, descreveu um novo mecanismo de segurança de cartões de crédito chamado "cavaco e cantoria", no qual o usuário teria que cantar e o cartão só funcionaria reconhecendo a música, tom de voz e estilo instrumental do dono.

O jornal Il Messaggero de Roma relatou as ações de um novo grupo de moralistas da cidade de Aquil, que teriam conseguido convencer as autoridades locais a cobrir as estátuas clássicas da praça central , retratando pessoas nuas, com roupas de bronze.

O diário sueco Dagens Nyheter apavorou milhares de ciclistas noticiando uma nova lei municipal de Estocolmo, impondo o limite de velocidade de 20 quilômetros por hora para bicicletas na cidade. Esta lei, é claro, não existe.

Na Rússia, o Moskovsky Komsomolets abriu um concurso premiando os leitores capazes de identificar as histórias falsas. As brincadeiras publicadas na edição de ontem incluíam a existência de um instituto secreto onde os candidatos à presidência do país teriam que passar por testes científicos, e um plano para construir um novo prédio para a Duma (o congresso federal russo) incluindo gabinetes com bar, sacada e banheiras de hidromassagem.

Publicar notícias falsas no dia 1º de Abril é uma tradição em toda a Europa há aproximadamente 200 anos. Hoje em dia, a ocasião é um verdadeiro concurso entre os jornais, para ver qual deles consegue enganar mais gente e gerar mais comoção publicando inverdades neste dia.

AP - Copyright 2007 Associated Press. Todos os direitos reservados. Este material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído.
 
Enviar para amigos
Fechar por:
Enviar para amigos
Fechar por:

Imprimir

Fechar
Mais vistos

Notícias

  1. Carregando...
leia mais notícias »