Mulher faz teste de DNA para incriminar cachorro

12 de janeiro de 2006 • 09h20 • atualizado às 16h47
Lucky foi acusado de assassinato Foto: AP
Lucky foi acusado de assassinato
12 de janeiro de 2006
Foto: AP

Uma americana resolveu realizar um teste de DNA por conta própria para provar que um cachorro da vizinhança era o "assassino" de seu gato. Após descobrir o corpo de Cody embaixo de uma árvore em sua casa na cidade de Leesburg, nos EUA, Marylin Christian quis descobrir o culpado e exigir uma punição.

Ela foi até a casa dos donos do cachorro Lucky, seus vizinhos Sean e Janet Daryabeygi, que consentiram que ela colhesse amostras da saliva e pêlo do animal. Um laboratório na Califórnia contratado pela mulher confirmou sua suspeita.

Christian afirma que, desde a morte de Cody, ela tem pedido para que os vizinhos devolvam Lucky ao abrigo de animais de onde eles o retiraram para adoção há alguns meses. O casal acredita que o pedido é exagerado e garantem que Lucky nunca feriria uma pessoa. Eles não acreditam que o cachorro seja um "matador de gatos".

A mulher então resolveu pedir a autoridades que declarem Lucky perigoso, um designação legal que determina que os donos do cão tenham que fazer um seguro no valor de pelo menos US$ 50 mil, mantenham o animal trancado em casa e coloquem focinheira durante passeios. Entretanto, as autoridades do condado de Loudoun exigem um testemunho para iniciarem a investigar a possibilidade.

É provável que o teste de DNA não seja aceito na corte por não ter sido coletado oficialmente, disse Thomas Koenig, diretor de cuidado e controle animal do condado. Marylin Christian está avaliando a possibilidade de iniciar um processo de forma individual, uma opção raramente usada, segundo o promotor James E. Plowman.

AP - Copyright 2007 Associated Press. Todos os direitos reservados. Este material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído.
 
Enviar para amigos
Fechar por:
Enviar para amigos
Fechar por:

Imprimir

Fechar
Mais vistos

Notícias

  1. Carregando...
leia mais notícias »