Porco de 450 kg vira lenda em estado dos EUA

29 de julho de 2004 • 14h58 • atualizado às 14h58

Pelas bandas de Alapaha, no estado norte-americano da Geórgia, o estão chamando de Hogzilla (algo como Porcozilla): um porco selvagem de mais de três metros e meio morto recentemente em uma plantação e que rapidamente está se tornando parte de uma lenda local.

O dono da plantação afirma que o porco pesava cerca de 450 quilos e tinha cascos de 23 centímetros. Mas poucas pessoas efetivamente viram o animal - sendo a única prova de sua existência uma foto que mostra o monstro morto e pendurado por uma corda.

Independente de ter existido ou ser alguma espécie de mito, o porco definitivamente se transformou em um tópico de conversa em pequenas cidades por todo o sul da Geórgia.

"As pessoas dão um passo pra trás e perguntam 'isso é real?' Eles não conseguem acreditar que exista um porco tão grande no mato", disse Drew White, que tem uma cópia da foto em exibição em uma loja de peças automotivas de Tifton, a cerca de 27 quilômetros de Alapaha.

Chris Griffin disse que matou o animal no mês passado na plantação de River Oak, onde ele trabalha como guia de caça, e tem exibido a foto pela pequena comunidade agrária desde então. O porco tem quase o dobro do tamanho de Griffin, de 1,82 metro, que é visto parado ao seu lado na foto.

"As pessoas dizem 'cara, você parece um anão comparado àquela coisa'", ele disse ontem.

A foto é tudo que Griffin tem para provar suas afirmações. Ele e Ken Holyoak, dono da plantação, enterraram o bicho na propriedade e não quiseram passar o trabalho de carnear o animal, já que a carne de grandes porcos selvagens não costuma ser muito boa.

Holyoak disse que decidiu que a cabeça do porco também não merecia ser guardada porque era muito grande para prender na parede. Ele disse que a cabeça era do diâmetro do pneu de um carro compacto.

"Nós tivemos que levantá-lo com uma escavadeira", ele disse.

Ninguém mantém registros oficias de mortes de porcos na Geórgia. Mas o biologista do Departamento de Recursos Naturais Kent Kammermeyer, que ajudou a escrever um guia sobre problemas com porcos selvagens no estado, disse que nunca ouviu falar de algum tão grande quanto o Hogzilla.

Holyoak disse que o antigo recorde da plantação era de um porco de 315 quilos, morto anos atrás. A sua plantação abriga tantos porcos selvagens que ele transformou a caça dos animais em um segundo negócio para atrair turistas, mas disse que o Hogzilla era grande demais para ele deixar alguma outra pessoa matá-lo.

"Nós o matamos porque não queríamos correr o risco de ele fugir. Alguém mais o teria matado", ele disse.

Os porcos selvagens são porcos domésticos que fugiram das fazendas e começaram a viver na natureza. Eles atacam campos de milho e nozes e acabam com a comida de mais de cem espécies - como esquilos e veados.

"É um grande problema e está piorando", disse Kammermeyer. "Se você tem muitos porcos, você vai acabar tendo problemas. Porcos são muito agressivos. Eles espantam os veados e podem ser perigosos se sentirem-se encurralados ou estiverem machucados".

Holyoak disse que teve que subir em uma posto de caça de veados há alguns anos para fugir de um porco selvagem irado que ficou em sua volta por seis horas, babando e atacando galhos.

"Dizem que ursos ficam furiosos quando você mexe nos seus filhotes", disse Holyoak. "Porcos selvagens não precisam de uma razão para ficar furiosos e sair atrás de você".

AP - Copyright 2007 Associated Press. Todos os direitos reservados. Este material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído.
 
Enviar para amigos
Fechar por:
Enviar para amigos
Fechar por:

Imprimir

Fechar
Mais vistos

Notícias

  1. Carregando...
leia mais notícias »