Condutor de metrô é suspenso por sexo com travesti

17 de outubro de 2008 • 10h08 • atualizado às 10h20

Um condutor do metrô de Madri, na Espanha, foi suspenso por um mês sem pagamento depois de ser acusado de receber sexo oral de um travesti enquanto estava dirigindo.

» Policial é demitido por sexo no trabalho
» Motorista de crianças aborda prostituta
» Bordel dá gasolina por gastos com sexo

Segundo o correspondente da BBC em Madri Steve Kingstone, o incidente ocorreu na noite do dia 29 de agosto.

Em uma das estações de metrô, o condutor de 45 anos deixou sua cabine e foi visto na plataforma discutindo com um travesti, que dizia que o condutor havia se recusado a pagar por um ato de sexo oral supostamente realizado enquanto o trem estava em movimento.

Não havia câmera na cabine para confirmar a acusação do travesti, mas o condutor acabou suspenso por ter permitido que um passageiro entrasse no compartimento.

A empresa operadora procurou garantir ao público espanhol que a segurança dos passageiros nunca esteve em risco, já que, segundo a companhia, cada trem está equipado com sensores para evitar uma colisão no caso de o condutor estar "incapacitado".

BBC Brasil - BBC BRASIL.com - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da BBC BRASIL.com.
 
Enviar para amigos
Fechar por:
Enviar para amigos
Fechar por:

Imprimir

Fechar
Mais vistos

Notícias

  1. Carregando...
leia mais notícias »