SP: círculo de 30 m aparece em plantação de cana

19 de fevereiro de 2008 • 13h11 • atualizado às 13h11
Moradores da região ficaram intrigados com o fenômeno Foto: Cláudio Dias/Especial para Terra
Moradores da região ficaram intrigados com o fenômeno
19 de fevereiro de 2008
Foto: Cláudio Dias/Especial para Terra

Cláudio Dias
Direto de Araraquara

São Paulo


Um circulo oval de aproximadamente 15 m de largura por 30 m de comprimento apareceu em uma plantação de cana-de-açúcar no loteamento Cociza, uma área da zona rural de Araraquara, no interior de São Paulo. O fenômeno parecido com o registrado no filme Sinais está intrigando os moradores que afirmam que a clareira foi aberta entre a noite de sexta-feira e a madrugada do último sábado. A desconfiança é que o efeito tenha sido causado por um Óvni.

» Veja mais fotos
» SP registra cinco episódios em 30 dias
» Moradores fazem vigília esperando óvnis
» Relatos de óvnis levam turistas a MT

"Passei por lá durante a noite e não vi nada, mas quando fui levar meu filho na manhã de sábado vi uma abertura na cana e achei aquilo lá", diz o fundidor de alumínio Carlos Alberto Bezerra, 38 anos, que mora quase em frente ao local. Ele acha estranho a clareira, mas afirma que não ouviu nenhum barulho e também não escutou os cães latirem. "Se passa alguém próximo eles latem, acho difícil eles não terem reparado se fosse uma nave", destaca o morador, considerando a abertura, no mínimo, estranha.

No sábado pela manhã, segundo Bezerra, a cana estava toda deitada e parecia um tapete. "Dava para andar facilmente por ela." Ontem, as pontas da cana já estavam subindo. Um fato inusitado é que a plantação não foi cortada. Amélio Bianchini, 69 anos, que arrendou a chácara para o plantio de cana diz que achou estranho o episódio. "Eu pensei que poderia ter sido o vento", afirma o Bianchini, que trabalha na colheita desde os 14 anos de idade. "Já vi muita coisa estranha, mas nunca desse jeito".

No local é possível encontrar pontos estranhos. A cana estava toda deitada em um único sentido e formava uma espécie de circulo com paredes "construídas" pela própria cana. Ao lado, existe uma mangueira, uma árvore com flores, uma bananeira e folhas secas no chão que não saíram do lugar. Se fosse uma ventania tudo teria mudado. Por isso, vento estaria descartado. "Não tivemos registro de nenhum tornado ou vento forte na região", garante Alexandre Pomponi, representante da Defesa Civil.

Outros moradores próximos também ficaram intrigados com o caso. Ao contrário do colega que achou a clareira, o pedreiro Luiz Eduardo Gomes, 41 anos, conta que ouviu os cachorros latirem na madrugada do último sábado, mas verificou a propriedade e não viu ninguém. "Acho que pode ter sido um helicóptero", desconfia. A dona da chácara, Andréia Cristina Fernandes, 25 anos, desconhecia o ocorrido. "Temos a chácara há uns 27 anos e nunca achei que pudesse acontecer isso", conta a jovem.

Redação Terra
 
Enviar para amigos
Fechar por:
Enviar para amigos
Fechar por:

Imprimir

Fechar
Mais vistos

Notícias

  1. Carregando...
leia mais notícias »