Urso Bruno ganha cortejo fúnebre na Alemanha

05 de julho de 2006 • 14h57 • atualizado às 17h12
O cadáver do urso Bruno segue cortejo, coberto por uma lona verde, rumo à Universidade de Munique, na Baviera, Alemanha Foto: EFE
O cadáver do urso Bruno segue cortejo, coberto por uma lona verde, rumo à Universidade de Munique, na Baviera, Alemanha
05 de julho de 2006
Foto: EFE

O velório do urso pardo Bruno, morto por autoridades alemãs na semana passada, teve direito a cortejo fúnebre nesta quarta-feira. Envolto em um pano verde, o corpo foi levado rumo à Universidade de Munique, Baviera, Alemanha.

» Veja fotos da campanha alemã
» Itália vai pedir devolução do corpo do urso Bruno
» Alemães promovem campanha em prol de urso perdido
» Celebridade, urso Bruno é morto na Alemanha
» Empresário vai processar algoz de Bruno

As autoridades justificaram a morte do animal mediante a alegação de que, ao buscar comida, o urso estava cada vez mais próximo das regiões habitadas e, por isso, havia se tornado uma ameaça para a segurança das pessoas. Perdido entre a fronteira da Áustria com a Alemanha antes de morrer, o urso mobilizou os alemães, que promoveram uma campanha em prol de sua vida.

Camisetas com os dizeres "Eu amo Bruno" foram vendidas na Internet e os meios de comunicação internacionais cobriram com interesse a história do mamífero. A morte causou comoção na Alemanha, onde muitos de seus defensores argumentavam que o mascote da Copa do Mundo é justamente um urso pardo.

Redação Terra
 
Enviar para amigos
Fechar por:
Enviar para amigos
Fechar por:

Imprimir

Fechar
Mais vistos

Notícias

  1. Carregando...
leia mais notícias »