Americano recebe indenização por ereção de 10 anos

26 de junho de 2006 • 15h48 • atualizado às 15h54

Um americano vai receber uma indenização de US$ 400 mil de uma empresa de implante de pênis que fez com que ele tivesse ereção durante 10 anos.

Charles Lennon, 68 anos, recebeu o implante de aço e plástico Dura-II em 1996, antes do aparecimento do medicamento viagra. O "novo pênis" permitiria Lennon permanecer com o pênis ereto durante a relação sexual.

O problema é que Lennon não conseguia "abaixar" seu pênis. Ele diz que não podia abraçar pessoas, andar de bicicleta, nadar ou usar roupa de banho por causa da dor e da vergonha. O implante não pôde ser retirado em função de problemas de saúde.

Em 2004, Lennon ganhou uma causa que daria direito a uma indenização de US$ 750 mil, mas um juiz achou a quantia excessiva e a reduziu para US$ 400 mil. Um advogado da fabricante do Dura-II, Dacomed Corp, não quis comentar o assunto, mas a empresa reafirmou que não havia nada de errado com o implante.

AP - Copyright 2007 Associated Press. Todos os direitos reservados. Este material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído.
 
Enviar para amigos
Fechar por:
Enviar para amigos
Fechar por:

Imprimir

Fechar
Mais vistos

Notícias

  1. Carregando...
leia mais notícias »