Adolescente quebra voto de silêncio após 10 anos

13 de junho de 2007 • 15h01 • atualizado em 16 de junho de 2007 às 20h33

Aos 3 anos de idade, Ben Grocock ameaçou sua mãe com um voto de silêncio caso ela o obrigasse a se submeter a uma cirurgia para retirada das amígdalas. Uma década depois, aos 13 anos, o jovem britânico colocou fim ao embargo e voltou a falar, informa o jornal Daily Mail.

Por 10 anos ele se comunicou apenas por sinais e bilhetes. Mas a paixão pela carreira no Corpo de Bombeiros fez com que ele quebrasse o voto.

Em 1997, Ben foi submetido a uma cirurgia para a retirada das amígdalas e adenóides. Quando saiu da sala do anestesista, ele parou de falar. Apenas em 2001 ele voltou a dizer algumas coisas a sua mãe, após se envolver em um acidente com a bicicleta.

Mas depois disso foi silêncio total até começar a fazer um curso para se tornar brigadista no Corpo de Bombeiros. Na cerimônia de formatura, sem avisar ninguém, Ben falou pela primeira vez em dez anos. Disse simplesmente "obrigado", ao receber o diploma.

Seus avós, que estavam presentes, nunca tinham ouvido a voz do neto até então. "Fiquei com um nó na garganta quando ouvi sua voz", lembra o avô Tony. "Fiquei com medo que ele parasse de falar novamente, mas Ben se revelou um tremendo tagarela."

Redação Terra
 
Enviar para amigos
Fechar por:
Enviar para amigos
Fechar por:

Imprimir

Fechar
Mais vistos

Notícias

  1. Carregando...
leia mais notícias »