Garota consegue parar de soluçar após 5 semanas

01 de março de 2007 • 16h53 • atualizado em 12 de junho de 2007 às 15h37
Jennifer Mee passou cinco semanas sem parar de soluçar Foto: BBC Brasil
Jennifer Mee passou cinco semanas sem parar de soluçar
19 de fevereiro de 2007
Foto: BBC Brasil

Ela tomou suco de picles, segurou o fôlego, respirou dentro de um saco e até consultou-se com um neurologista, mas nada parecia fazer parar a crise de soluços de uma adolescente americana que já durava cinco semanas. Até que por volta das 17h da quarta-feira (19h em Brasília), Jennifer Mee, 15 anos, simplesmente parou de soluçar.

» Vídeo: jovem soluça há três semanas
» Americana não consegue parar de soluçar

Após tentar inúmeros remédios, ela não sabe o que acabou com a crise. "Meu nariz está ardendo e minha garganta dói, mas eu estou me sentido bem melhor", disse em entrevista ao St. Petersburg Times.

A crise de Jennifer começou no dia 23 de janeiro e ela tinha cerca de 50 soluços por minuto. A jovem explicou ainda que não soluçava enquanto dormia.

Ele consultou-se com um infectologista, um neurologista, um profissional da quiropraxia, um especialista em hipnóse e um acupunturista. Jennifer tentou ainda um produto patenteado que afirma parar com soluços e mais outras soluções como segurar a respiração, pressionar o diafragma, tomar copos d'água e respirar dentro de um saco.

Há duas semanas sua mãe entrou em contato com a imprensa para tentar achar ajuda para sua filha.

De acordo com o Instituto Nacional de Saúde dos EUA, soluços podem ser ocasiondos por quase qualquer coisa, de uma comida apimentada a uma crise de estresse.

O soluço é uma contração involuntária do diafragma que causa um fechamento rápido das cordas vocais. Vem daí o som característico.

AP - Copyright 2007 Associated Press. Todos os direitos reservados. Este material não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído.
 
Enviar para amigos
Fechar por:
Enviar para amigos
Fechar por:

Imprimir

Fechar
Mais vistos

Notícias

  1. Carregando...
leia mais notícias »